13 julho 2024 \ Caldas das Taipas
tempo
18 ºC
pesquisa

Rabanadas com molho inglês

João Marques
Opinião \ quarta-feira, dezembro 27, 2023
© Direitos reservados
Este doce tem origem controversa: há quem defenda que provém da França, outros de Inglaterra e há quem diga que nasceu em Espanha. Mas em todas estas origens tem em comum o aproveitamento do pão seco.

Estamo-nos a aproximar da maior época festiva do ano. E nesta altura os doces tem um papel muito importante nas reuniões familiares, por esse motivo pela primeira vez, vou trazer uma sobremesa.

Este doce tem origem controversa, pois há quem defenda que provém da França, outros que provém de Inglaterra e há quem diga também que nasceu em Espanha. Mas em todas estas origens, tem em comum o aproveitamento do pão seco, sendo que em França até lhe chamam de “pain perdu” (pão perdido).

Apesar de todas estas controvérsias a realidade é que a nossa rabanada é diferente de todas as outras.

Há um ingrediente que está presente na maior parte das sobremesas natalícias, que eu e muitas outras pessoas não apreciamos: falo da canela. Portanto não irei colocar esta especiaria na receita de hoje.

A receita de rabanada que trago é um pouco mais sofisticada, troquei o pão cacete ou regueifa por pão brioche e a calda de vinho do Porto por um creme inglês de baunilha. Vamos também caramelizar a rabanada em vez de adicionar a mistura de açúcar e canela.

Esta receita pode também ser feita com outro tipo de pão, mas se conseguirem encontrar na padaria um pão de forma com massa brioche é o ideal. E para fazerem as rabanadas este deve ter no mínimo três dias.

 

Rabanadas com molho inglês

Ingredientes rabanadas:

Pão brioche- 400gr

Leite meio gordo- 500ml

Ovos- 4 unidades

Açúcar- 50gr

Tangerinas pequenas- 2 unidades

Limão- 1 unidade

Óleo- 500ml

Açúcar para polvilhar- 50gr

Nozes para decorar- a gosto

 

Ingredientes creme inglês:

Natas- 200ml

Leite meio gordo- 200ml

Gemas- 4 unidades

Açúcar- 100gr

Extrato de baunilha- 10gr

Maizena- 10gr (opcional, mas fica mais cremoso)

 

Confeção das rabanadas:

Aparar as pontas do pão (não deitar fora, podem utilizar para fazer torradas) e cortar seis fatias grossas.

Num tacho colocar 250ml de leite com o açúcar, a casca das tangerinas e de limão (evitar a parte branca, pois traz amargor).

Levar ao lume a ferver, retirar do lume e deixar infusionar tapado durante dez minutos.

Retirar as cascas.

Num recipiente fundo colocar o leite aromatizado e os restantes 250ml de leite.

Noutro recipiente fundo, bater bem os ovos.

Pré- aquecer o óleo numa frigideira larga.

Mergulhar as fatias de pão primeiro no leite e depois nos ovos, retirar o excesso de líquido e fritar até que fiquem douradas dos dois lados.

Colocar numa bandeja com papel absorvente, para secar bem as rabanadas.

Polvilhar com açúcar e queimar com um maçarico ou com a pá de queimar o leite creme. Reservar.

 

Confeção do creme inglês:

Num tacho levar o leite e a nata a lume médio até começar a ferver.

Enquanto não ferve colocar as gemas (não deitar fora as claras, podem aproveitar para fazer suspiros ou omeletes de claras), açúcar, baunilha e maizena num recipiente de vidro e bater até criar uma mistura homogénea.

Verter em fio o leite e nata quente, com cuidado para não cozer as gemas e misturar bem com a ajuda de um batedor de varas.

Levar este preparado ao lume (no mesmo tacho de ferver a nata e leite), mexendo sempre até atingir uma textura de creme suave.

Servir as rabanadas, de preferência mornas, com o creme inglês e decorado com nozes.

Bom apetite e boas festas.