30 novembro 2022 \ Caldas das Taipas
tempo
18 ºC
pesquisa

Homenagem dos hóspedes do Hotel das Termas ao Dr. Alfredo Fernandes (1922)

António José Oliveira
Opinião \ quinta-feira, julho 28, 2022
© Direitos reservados
No próximo dia 7 de setembro, perfaz um século, que os hóspedes do Hotel das Termas, situado nas Caldas das Taipas, realizaram uma homenagem ao Dr. Alfredo Fernandes, diretor clínico das termas.

Pela leitura do semanário “Jornal das Taipas”, de 10 de setembro de 1922, temos conhecimento, de que essa homenagem iniciou-se pelas 11h00. Os hóspedes do Hotel das Termas dirigiram-se para um “encantador recanto da margem do Ave, junto à ponte de Donim, onde foi servido um lauto almoço”. A chegada do Dr. Alfredo Fernandes foi celebrada com entusiásticas vivas, queimando-se muito fogo. Durante o almoço de homenagem ouviu-se uma banda de música, que executou as melhoras peças do seu reportório. À sobremesa todos os presentes dirigiram calorosos brindes ao homenageado, que comovido agradeceu as provas de consideração e estima com que o distinguiram, bem como à sua esposa Dra. Celeste Fernandes, para “quem todos tiveram cativantes gentilesas”.

Durante a tarde, a banda continuou a sua atuação, “reinando entre todos a mais franca alegria, dançando-se, folgando-se com o maior entusiasmo”. A notícia prossegue afirmando, que também os mais desprotegidos não foram esquecidos.  Foi realizada uma “quête” entre os presentes, tendo produzido a quantia de 360$00, que foi entregue ao Asilo dos Pobres de Donim. Após o regresso às Caldas das Taipas, repetiu-se à chegada ao Hotel das Termas com as mesmas manifestações de apreço e simpatia ao Dr. Alfredo Fernandes. O homenageado foi brindado com um artístico busto de terra cota.

A festa prolongou-se através da noite, no salão de festas desta unidade hoteleira. O artigo finaliza com a extensa listagem dos hóspedes participantes nesta homenagem.

O Dr. Alfredo Fernandes foi médico e diretor clínico das Termas das Taipas. Assume ainda o cargo de Administrador-Delegado da Empresa Termal das Taipas, SARL., concessionária da exploração das águas termais. Nasceu na freguesia de Pinheiro (Vieira do Minho) a 14 de janeiro de 1886 e faleceu a 15 de junho de 1941. Em 1922, foi um dos fundadores e dirigente do Clube de Caçadores das Taipas. Durante a I República assume alguns cargos camarários. Na toponímia das Caldas das Taipas existe uma artéria com o seu nome.  Participou no I Congresso Nacional de Turismo realizado em Lisboa em 1936, com o artigo “Termas das Taipas Estância de Turismo”. Publicou ainda várias monografias dedicadas às Caldas das Taipas. O Dr. Alfredo Fernandes foi um dos impusionadores da inauguração da luz elétrica, nesta povoação termal, ocorrida a 5 de outubro de 1919. Em 1921, é o fundador do “Jornal das Taipas”. Quando é publicada esta notícia da homengem ao Dr. Alfredo Ferandes, já este não detinha o cargo de redator deste semanário, sendo  substituído por Cândido Ribeiro capela, que ocupava um novo cargo: redator-delegado da empresa.

Podemos dizer, que nesta época, tanto no Hotel da Termas e no Grande Hotel Vilas (primeira unidade hoteleira desta povoação) encontrámos conceituados hóspedes, que no campo cultural, artístico, político e industrial eram uma referência a nível nacional. A dinâmica do termalismo e da indústria hoteleira taipense, na década de 20 do século XX, está bem patente no conforto destes estabelecimentos hoteleiros e no estabelecimento termal (“Banhos Novos”) frequentados por ilustres visitantes.