23 outubro 2021 \ Caldas das Taipas
tempo
18 ºC
pesquisa

Piscinas das Taipas: 70 anos de História (1950-2020)

António José Oliveira
Opinião \ quinta-feira, junho 17, 2021
© Direitos reservados
Nesta piscina, também se realizavam na época festivais náuticos dinamizados pelo Sport Club do Porto, e espetáculos com a orquestra João Calvário e pela cantora Amélia Canossa, do Porto.

No ano de 2020, comemoram-se os 70 anos da existência do complexo de Piscinas da Cooperativa Taipas Turitermas.

A 29 de junho de 1950, integrada no programa das festividades de São Pedro, era inaugurada o complexo de piscinas, constituído pelos seguintes equipamentos: piscina de 25 metros de comprimento, com duas pranchas; bar de apoio; esplanada de festas, balneário, piscina das crianças; parque infantil e mini ringue de patinagem. No final da inauguração, a Junta de Turismo das Taipas, ofereceu ao Governador Civil, e às autoridades concelhias e locais, um jantar no Hotel das Termas.

Em reunião de Junta de Turismo, a 1 de junho de 1950, era aprovado a título provisório, o regulamento da piscina do Parque de Turismo, constituído por 5 artigos proibitivos, vejamos:

“É proibido: 1º - andar sobre a relva; 2º - Cuspir, deitar pontas de cigarros e papéis ou qualquer detrito na piscina ou seus anexos; 3º - Andar sobre o passeio de cimento destinado aos nadadores; 4º - Tomar banho na piscina sem previamente usar o banho de chuveiro; 5º - Usar fato de banho cujo modelo não seja o aprovado por lei”.

Este equipamento desportivo mandado edificar pela Junta de Turismo da Estância Termal das Taipas constitui a primeira piscina pública do distrito de Braga. Nos inícios da década de 50, no recinto de festas da piscina constituído por uma pérgola e um palco, eram realizados vários arraiais minhotos, com sessões de fogo preso, cujos proveitos revertiam para o Turismo Hóquei Club das Taipas. Nesta piscina, também se realizavam na época festivais náuticos dinamizados pelo Sport Club do Porto, e espetáculos com a orquestra João Calvário e pela cantora Amélia Canossa, do Porto.

 

Postal ilustrado da Piscina, década 60, séc. XX (col. António José de Oliveira)

Postal ilustrado da Piscina, década 60, séc. XX (col. António José de Oliveira)

Em agosto de 1969, seriam inaugurados os atuais balneários, projetados pelo arquiteto José António Sequeira Braga, que permitiu integrar o desnível topográfico deste recinto, com a criação de uma nova esplanada, na parte superior dos mesmos. Em 1976, é construída a atual piscina das crianças, sendo aumentada a área útil do complexo das piscinas.

A 11 de dezembro de 1985, com a criação da Cooperativa Taipas Turitermas, e com a extinção a nível nacional das Juntas de Turismo, este complexo de piscinas passa para a alçada desta Cooperativa, que comemorou 35 anos de existência.

Quarenta anos após a criação deste equipamento inovador, a 29 de junho de 1990, integrado no programa das Festividades em honra de São Pedro e nos 50 anos de elevação de Caldas das Taipas à categoria de vila, é inaugurada uma nova piscina pela Cooperativa Taipas Turitermas. Esta última piscina permitiu ampliar consideravelmente a área útil de recreio deste complexo, atualmente constituído por três piscinas.

Este complexo de piscinas aberto ao público há 70 anos, que ao longo de décadas serviu a população das Taipas, e de todos os turistas e aquistas, conseguiu atravessar o tempo, mantendo viva a funcionalidade do seu espaço, constituindo ainda hoje uma referência arquitetónica e turística desta vila termal.