28 maio 2022 \ Caldas das Taipas
tempo
18 ºC
pesquisa

Festa da Imaculada Conceição realizada nas Caldas das Taipas, em 1928

António José Oliveira
Opinião \ sábado, dezembro 04, 2021
© Direitos reservados
Ainda hoje, no interior da Igreja Matriz, inaugurada a 11 de abril de 1915, podemos observar a Imagem da Imaculada Conceição, oferecida a expensas de José Francisco Correia.

Através da leitura da edição de 15 de dezembro de 1928, do jornal “Ecos de Guimarães”, temos conhecimento que no dia 8, do mesmo mês, realizou-se na Igreja paroquial de Caldas das Taipas, a festividade em honra à Imaculada Conceição.

Segundo a mesma notícia, esta festividade consagrada à padroeira de Portugal constou de uma missa e de um eloquente sermão confiado ao Reverendo Padre Paulino Afonso. À noite, realizou-se uma procissão de velas, incorporando centenas de pessoas, que acompanharam o andor da Virgem Imaculada.

Ainda hoje, no interior da Igreja Matriz, inaugurada a 11 de abril de 1915, segundo o projeto do arquiteto João de Moura Eça Coutinho, podemos observar a Imagem da Imaculada Conceição, oferecida a expensas de José Francisco Correia, Conde de Agrolongo, natural de São Lourenço de Sande.

Além desta imagem, o Conde de Agrolongo (n.1853-f.1929) ofereceu à paróquia de São Tomé de Caldelas, a imagem do Sagrado Coração de Jesus e um dos sinos da torre sineira, tendo igualmente patrocinado todas as despesas da construção deste templo.