23 maio 2024 \ Caldas das Taipas
tempo
18 ºC
pesquisa

Benzodiazepinas… Sabe o que é? Porque deve parar?

Elisabete Alves
Opinião \ sexta-feira, maio 10, 2024
© Direitos reservados
As benzodiazepinas (BZD) são um grupo de medicamento habitualmente usados na perturbação da ansiedade ou do sono, conhecidos como calmantes.

São exemplos destes medicamentos:

  • Brotizolam (Lerdormin®)
  • Midazolam ( Dormicum®)
  • Oxazepam (Serenal®)
  • Alprazolam (Xanax®, Unilan®)
  • Bromazepam (Bromalex®, Lexotan ®)
  • Lorazepam (Lorenin®, Lorsedal®, Ansilor®)
  • Estazolam (Kainever®)
  • Flurazepam ( Morfen®)
  • Diazepam (Unisedil®, Valium®, Bialzepam®) (...)

As BZD são usadas para:

- Controlo da ansiedade durante 8-12 semanas

- Tratamento da insónia durante 2-4 semanas

Por funcionarem bem no alívio dos sintomas muitas pessoas continuam a sua toma. Sabe-se que o uso por mais de 4-12 semanas pode levar ao desenvolvimento de outros problemas.

 

As BZD levam ao relaxamento muscular causando sonolência, desinibição, cansaço, apatia.

Interferem na condução de máquinas / veículos aumentando o tempo de reação

Perturbam o equilíbrio e a marcha, podendo causar tonturas e visão turva.

Os idosos são particularmente sensíveis, podendo levar a queda, confusão, esquecimentos e diminuição da pressão arterial.

 

O uso prolongado destes medicamentos acarreta riscos e leva a:

- Perda de eficácia - o organismo habitua-se e a dose inicial deixa de fazer efeito necessitando aumentar progressivamente a dose

- Dependência – se tomar mais tempo

- Sintomas de abstinência quando suspende o medicamento, nomeadamente mudanças de humor, ataques de pânico, sentir-se inquieto, incomodado, dormência, picadas, comichão na pele, sensibilidade à luz ou ao som, sabor metálico, dificuldade em adormecer, sono agitado ou sensação de sono não reparador, cansaço, alteração do apetite, tremores, tonturas, dores de cabeça e palpitações ou coração acelerado.

A descontinuação do uso prolongado de BZD vai melhor a memória, tempo de reação e agilidade; melhorar a aprendizagem, concentração e atenção e diminuir o risco de quedas e acidentes.

Em caso de problemas de sono, há algumas coisas que pode colocar em prática:

  • Durma num ambiente acolhedor, relaxante, com baixo ruído e luminosidade,
  • Antes de dormir evite comidas pesadas ou doces, café, chá preto e refrigerantes , ingestão excessiva de álcool e fumar
  • Evite o uso de dispositivos eletrónicas (telemóvel, computador, tablet) até 1h antes de ir dormir
  • Faça exercício físico regularmente
  • Evite sestas durante o dia
  • Tenha um horário regular para ir dormir.

Se toma este tipo de medicamentos há mais de 2 meses, consulte o seu médico de família, porque juntos vão encontrar a melhor forma de o fazer.