07 dezembro 2022 \ Caldas das Taipas
tempo
18 ºC
pesquisa

Nelson Felgueiras, Um novo vereador taipense

Alfredo Oliveira
Opinião \ quinta-feira, dezembro 09, 2021
© Direitos reservados
O vereador do desporto e juventude afirma que os apoios previstos para o CC Taipas e CART serão concretizados depois das formalidades técnicas serem devidamente cumpridas pelas partes envolvidas.

Os últimos executivos da Câmara Municipal de Guimarães têm sido pautados pela presença de vereadores com a sua vida ligada ao território do norte do concelho e mais concretamente a Caldas das Taipas.

Depois de Ricardo Costa, nos últimos dois mandatos da liderança de Domingos Bragança, o pelouro do desporto e da juventude volta a ser assegurado por um jovem taipense. Nelson Felgueiras assume-se como tal apesar de também fazer questão de dizer que é natural de São Clemente de Sande. Aos 31 anos de idade arca com o seu maior desafio político até ao momento.

Numa primeira entrevista dá a conhecer em linhas gerais a sua visão para o concelho em termos de políticas ligadas precisamente ao desporto e juventude.

De imediato pretende uma revisão geral do regulamento de apoio aos clubes desportivos, onde os apoios camarários aos clubes e associações também passem a estar vinculados, como afirma, “à questão do género, à questão da intervenção e inclusão social”, sem esquecer a questão ambiental, verificando-se um cruzamento entre a prática desportiva, a educação e uma intervenção social, pois, como acrescenta, “é primordial que os clubes tenham como missão formar cidadãos plenos, conscientes e ativos”.

Criar alternativas e novas apostas ao nível do desporto informal é uma das prioridades deste seu mandato. Para isso, pretende potenciar as diferentes infraestruturas existentes no concelho para dar uma volta à realidade atual a este nível. Os números mostram que apenas três em cada dez portugueses praticam desporto e desses três apenas um pratica desporto em clubes. Para incentivar a prática desportiva mais informal, Nelson Felgueiras pretende construir um modelo de utilização dos equipamentos existentes, abrindo-os à comunidade.

Para esta região norte concelhia o vereador do desporto e juventude afirma que os apoios previstos para o CC Taipas e CART serão concretizados depois das formalidades técnicas serem devidamente cumpridas pelas partes envolvidas.

 

Mais um final de ano e mais um Natal estão a chegar às nossas vidas, novamente marcados pela Covid 19, mas com um enquadramento não tão repressivo como em 2020.

O nosso desejo é que em 2022 se pare de falar desta pandemia. Seria um sinal de retoma social e económica de que tanto precisamos.

 

Feliz Natal, uma boa passagem de ano e um excelente 2022!

 

Sobe

Eu era gajo

O “Eu era gajo...” é uma expressão de uma geração que tanto poderia pronunciar o aparecimento de algo importante na nossa vida, como poderia dar o mote para, simplesmente, se acabar uma noite numa padaria a comprar pão quente para aconchegar o estômago antes de um merecido sono.

Também serviu para dar o nome ao livro de crónicas de Rui Vítor Costa, recentemente publicado.

Num tempo tão cinzento, a vida também se vai tornando mais aborrecida. Por isso, não há nada como tomar uma vacina de boa disposição.

Concordando-se ou não com algumas visões, sou mesmo gajo para reler e ler estas crónicas.

 

Desce

Algumas restrições

A reportagem mostrava uma senhora de idade já avançada a lamentar-se que já tinha passado por quatro farmácias e não tinha conseguido fazer o teste à Covid. Como tal, com o novo pacote de restrições, não poderia visitar o familiar que estava no lar, como fazia diariamente.

Depois do sucesso da campanha de vacinação decorrida no país, como se explica uma situação destas? O país não pode promover o isolamento dos seus idosos, tem de encontrar soluções para fomentar um certo conforto entre eles.