01 outubro 2022 \ Caldas das Taipas
tempo
18 ºC
pesquisa

Incêndios? Só há se falhar a “diplomacia”

Alfredo Oliveira
Opinião \ quarta-feira, setembro 07, 2022
© Direitos reservados
Hermenegildo Abreu refere que falta fazer muito na parte da “diplomacia”, ou seja, na prevenção e na proteção ao nível da nossa floresta.

Em 1980, registaram-se 2.349 incêndios florestais a que correspondeu uma área ardida de 42.251 hectares. Em 2016, o número de incêndios florestais passou para 13.261 para uma área ardida de 167.807 hectares. Ao longo das últimas décadas, os incêndios florestais são uma constante do período estival e vão destruindo a nossa floresta. Se em 2005 se registou o pico do número de incêndios, de acordo com o Pordata, foi em 2017 que se registou o ano como maior área ardida, cerca de 540 mil campos de futebol.

O destaque desta edição vai para Hermenegildo Abreu, personalidade que tem dedicado a sua vida profissional e mesmo pessoal à proteção civil. São cerca de 35 anos, dos quais 21 como bombeiro em funções de comando, a maioria nos BVT, corporação que liderou entre 2009 e 2016. Nos últimos seis anos, liderou o CDOS de Braga, até ao dia um de julho último.

Na entrevista agora publicada, Hermenegildo Abreu fala, como não poderia deixar de ser, sobre o flagelo que afeta o nosso país sazonalmente. A dado ponto afirma: “Quando falo no combate aos incêndios, há um tripé constituído pela prevenção, pela proteção e pelo combate. O combate aos incêndios é como a guerra: só há se falhar a diplomacia.”

Existem diversas razões que explicam a origem dos incêndios e também existem vários fatores que explicam o facto de a área ardida atingir dimensões desproporcionadas ao país.

Hermenegildo Abreu refere que falta fazer muito na parte da “diplomacia”, ou seja, na prevenção e na proteção ao nível da nossa floresta.

Certamente que, mesmo atuando ao nível da diplomacia, continuaremos a ter incêndios florestais, mas não temos dúvidas que, atuando a montante, antes do início da época dos fogos, poderíamos regressar à realidade anterior aos anos oitenta.