25 junho 2021 \ Caldas das Taipas
tempo
18 ºC
pesquisa

Saída de Hélder Pereira teve em conta “superiores interesses” da Turitermas

Redação
Sociedade \ quinta-feira, abril 15, 2021
© Direitos reservados
Cooperativa termal promete exibir “argumentos fundamentados” para a decisão de rescindir o contrato de prestação de serviços do ortopedista.

O ortopedista Hélder Pereira confirmou, na quarta-feira, que a Taipas-Turitermas lhe tinha comunicado a “decisão unilateral de rescindir, com efeitos imediatos, o contrato de prestação de serviços médicos” e a cooperativa reagiu, nesta quinta, ao anúncio, tendo justificado a medida com os “superiores interesses da instituição”.

“A direção da Taipas-Turitermas informa que a decisão foi tomada com base em argumentos devidamente fundamentados e tendo em conta os superiores interesses da instituição, da sua missão, dos seus utentes e colaboradores, reservando-se no direito de os apresentar se oportuno e necessário”, lê-se no comunicado enviado às redações.

A entidade presidida pela Câmara Municipal de Guimarães, representada pela vereadora Sofia Ferreira, referiu ainda que o contrato com o médico vigorava desde 01 de setembro de 2015.

Na publicação realizada na página de Facebook da sua empresa, o ortopedista e investigador considerou a rescisão "intempestiva e infundada", tendo repudiado "veementemente os métodos adotados" para a comunicação da decisão.

O médico taipense disse ainda que "saberá fazer prevalecer a verdade dos factos e defender os seus direitos, acima dos quais sempre colocou os superiores interesses dos utentes, a quem serviu com a mesma dedicação, zelo e diligência com que sempre se relacionou com a Taipas Turitermas - Cooperativa de Interesse Público RL".

O profissional agradeceu ainda o "empenho, dedicação e correção” com que os trabalhadores da cooperativa “sempre pautaram a sua relação" com a empresa.