02 agosto 2021 \ Caldas das Taipas
tempo
18 ºC
pesquisa

Quer auxiliar quem precisa de computador? O “Student Keep” ajuda

Redação
Cultura \ sexta-feira, março 05, 2021
© Direitos reservados
Projeto de reparação e operacionalização de material que já não faz falta e que pode ser precioso para outras pessoas.

Em tempos em que mais do que nunca o material informático é útil para questões de ensino, devido á telescola, surgiu o projeto “Student Keep”, que pretende restaurar material que já não seja utilizado e que pode ser útil para outras pessoas.

Albino Teixeira Junior, Técnico de Gestão de Equipamentos Informáticos de 25 anos, é o único no concelho de Guimarães que integra este projeto e apela a que mais pessoas possam ajudar.

“De uma forma muito simplista, recebemos doações de equipamentos informáticos, funcionais ou não, sendo nós técnicos depois fazemos a reparação, de forma a que fiquem operacionais para que os alunos que ainda não tenham material, e são muitos, possam ter a telescola e fazer os seus trabalhos”, aponta Albino Teixeira Junior.

A gestão da entrega dos equipamentos é feita pela DEGEST (Direção Geral dos Estabelecimentos Escolares), pelo que este é um projeto de âmbito nacional, em que os aparelhos que são atribuídos ficam para os alunos e não têm posteriormente de ser devolvidos.

O Técnico de Gestão de Equipamentos Informáticos, natural das Taipas, integrou este projeto depois de numa primeira fase ter-se aventurado por sua conta numa missão semelhante. “Já fazia isto por minha conta, mal começou a pandemia integrei este projeto por minha conta. Consegui entregar quatro computadores a quatro pessoas que conhecia, que realmente precisavam”, revela.

Quem quiser colaborar, seja através de doações ou no processo de operacionalização de material pode fazê-lo através da plataforma www.studentkeep.org.

“Já tive alguns pedidos a título pessoal, neste momento, por exemplo, faltam-me três monitores para entregar três computadores. Por vezes questões mínimas podem fazer a diferença”, diz Albino Teixeira Junior como que lançando um apelo: “Aquilo que não faz falta a uns pode ser essencial para outros”, remata.