25 janeiro 2022 \ Caldas das Taipas
tempo
18 ºC
pesquisa

Covid-19: Guimarães perto dos 400 casos com novo aumento na incidência

Redação
Sociedade \ sexta-feira, dezembro 24, 2021
© Direitos reservados
O concelho registou um aumento do número de casos pela sexta semana seguida, à semelhança do que acontece em quase todos os municípios vizinhos, particularmente em Braga e em Fafe.

A incidência cumulativa do SARS-CoV-2 no concelho de Guimarães é agora de 397 casos por 100 mil habitantes, na sequência da informação recolhida entre 09 e 22 de dezembro. A presença do novo coronavírus em território vimaranense está assim em crescendo há seis semanas, adianta o relatório de situação publicado nesta sexta-feira pela Direção-Geral da Saúde (DGS).

Apesar da variação, Guimarães permanece no nível de contágios entre os 240 e os 479 casos, o terceiro mais elevado da tabela definida pela DGS; o mais elevado alberga todos os municípios com mais de 960 casos.

 

Fafe e Braga com novos aumentos significativos. Felgueiras contém difusão do vírus

O número de casos de covid-19 subiu em seis dos sete concelhos vizinhos. A exceção foi Felgueiras, com a incidência cumulativa a descer dos 367 para os 353 casos por 100 mil habitantes nos últimos 15 dias.

Na outra ponta do espectro, Braga, o município vizinho mais afetado pelo SARS-CoV-2, e Fafe sofreram os aumentos mais vincados, de quase 100 casos. Em Braga, o número subiu de 727 para 820 casos por 100 mil habitantes. Em Fafe, a incidência passou de 626 para 725.

Vizela, que apresenta o menor número de infeções pelo novo coronavírus, registou um aumento de 209 para 287 casos por 100 mil habitantes, enquanto Santo Tirso ultrapassou mesmo os 300 casos, ao passar de 284 para 345.

A Póvoa de Lanhoso registou uma subida ligeira, de 531 para 540 casos, tal como Vila Nova de Famalicão, de 423 para 441.

 

Internamentos descem e pacientes nos cuidados intensivos estabilizam

Nesta véspera de Natal em que o número de novos casos quase atingiu a barreira dos 13 mil (12.945), Portugal passou a ter 91.947 casos de infeção ativos. Verificaram-se mais 11 mortes, passando a registar-se 18.851 desde o início da pandemia.

No entanto, o panorama dos internamentos e das unidades de cuidados intensivos aparenta ser estável. As unidades de internamento têm 864 pacientes, após uma diminuição de 29 face a quinta-feira. Já os pacientes em cuidados intensivos são 149, menos um face a 23 de dezembro.