15 abril 2021 \ Caldas das Taipas
tempo
18 ºC
pesquisa

Formação perde 88% dos praticantes em Guimarães devido à pandemia

Redação
Desporto \ segunda-feira, fevereiro 22, 2021
© Direitos reservados
Efeitos da pandemia no desporto vimaranense, mais propriamente no número de praticantes, são preocupantes. Segundo dados de um relatório elaborado pelo Centro de Estudos do Desporto de Guimarães (CEDG) há menos 88% de praticantes nos escalões de formação.

A temporada 20/21 conta com uma redução de 3256 jovens a praticar desporto de concelho de Guimarães e 3112 praticantes no desporto federado, de acordo com um relatório intitulado Impacto da pandemia Covid-19 no desporto federado no concelho de Guimarães.

Estes números dizes respeito às principais modalidades coletivas, tais como andebol, basquetebol, futebol, futsal, hóquei em patins e voleibol. Ta temporada 19/20 havia 4608 atletas federados nestas modalidades, enquanto que esta temporada há apenas 1496.

Ou seja, nestes escalões de formação, cuja atividade está suspensa há praticamente um ano, desde março de 2020, há uma redução de 88%. Nestas modalidades há três particularmente afetadas, futebol, futsal e hóquei em patins, as quebras são superiores a 90%.

Fazendo uma análise por género é possível perceber que a quebra é mais acentuada entre o sexo masculino. Entre homens há menos 71,53% de praticantes, enquanto que no caso das senhoras a redução é de 37,84%.

“A recolha de informação para a realização do estudo foi realizada entre o dia 21 de dezembro de 2020 e 8 de janeiro de 2021, junto das federações e associações regionais. Numa primeira fase os contactos estabeleceram-se por correio eletrónico e posteriormente reforçados por telefone. A primeira recolha foi feita junto das federações e só depois, por indicação destas, ou pela impossibilidade de obtenção de dados, efetuaram-se contactos com associações locais”, refere o CEDG.