25 outubro 2021 \ Caldas das Taipas
tempo
18 ºC
pesquisa

Covid-19: António Costa anuncia confinamento geral de um mês

Redação
Sociedade \ terça-feira, janeiro 12, 2021
© Direitos reservados
Portugal tem pela frente um mês de confinamento generalizado em virtude da evolução da pandemia. Os números de infetados dispararam nos últimos dias pelo que o confinamento, que já era esperado, será de um mês, segundo anunciou o primeiro ministro esta terça-feira.

António Costa pronunciou-se após uma reunião com a Infarmed – Autoridade Nacional do Medicamento e Produtos de Saúde, sendo o parecer dos especialistas nesta matéria de saúde fundamental para alinhavar as diretrizes do confinamento.

“Estamos numa tendência manifesta de crescimento da pandemia e é essencial adotarmos medidas", sublinhou António Costa, referindo que se notou um “consenso generalizado” quanto à necessidade de um segundo confinamento geral, à semelhança do que aconteceu em março.

As medidas a adotar neste confinamento deverão ser similares ao do primeiro confinamento e serão anunciadas quinta-feira, após o conselho de ministros.

 

Alunos em casa ainda em equação

Um dos temas que ainda está em equação é o ensino, nomeadamente a necessidade de encerrar as escolas, recorrendo novamente à escola ao ensino à distância, tal como aconteceu em março.

O governo vai amadurecer os pareceres recolhidos, sendo que sobre esta matéria o primeiro ministro reconhece que “há "divergências muito grandes entre os próprios especialistas”, sendo certo que a escola por si só não é um foco de contágio.

Por isso, e atendendo aos especialistas, “não se justifica o encerramento das escolas até aos doze anos", depreendendo-se que a ser implementado ensino à distância apenas se irá verificar nos alunos mais velhos.