01 outubro 2022 \ Caldas das Taipas
tempo
18 ºC
pesquisa

Trabalhos de reabilitação do Castro de Sabroso em andamento. Abre em julho

Redação
Sociedade \ quinta-feira, janeiro 27, 2022
© Direitos reservados
Estima-se que o antigo castro esteja em condições de abertura ao público a partir do próximo mês de julho. Mantém-se restrito o acesso ao monumento, enquanto decorre a intervenção.

Os trabalhos de reabilitação do Castro de Sabroso iniciaram há dias, seguindo os trâmites definidos pela proposta votada no Orçamento Participativo de Guimarães, elaborada e apresentada à Câmara Municipal de Guimarães pela Sociedade Martins Sarmento (SMS) em 2013 e recuperada em 2017 via Orçamento Participativo.

A intervenção agora iniciada é financiada pelo Município de Guimarães, com o apoio da União Europeia, através do FEDER, no âmbito do Programa Operacional Regional do Norte, Norte2020, num investimento que totaliza 218 539,68€. A execução dos trabalhos será acompanhada pela SMS, através de uma parceria com o Município, a quem compete a gestão do contrato.

A intervenção foi adjudicada à empresa Era Arqueologia S.A., cuja equipa se encontra já no terreno." Os trabalhos, preveem a colocação de uma vedação em volta da área protegida, a limpeza das ruínas arqueológicas visíveis e respetiva conservação preventiva, a colocação de sinalética informativa e algumas estruturas que proporcionem maior comodidade aos visitantes do monumento. Será criada, desta forma, uma área arqueológica visitável, com cerca de três hectares, permanentemente aberta ao público", explica o município em comunicado.

Localizado na freguesia de Sande São Lourenço e Balazar, e classificado como Monumento Nacional, o Castro de Sabroso é um antigo povoado fortificado, coetâneo da Citânia de Briteiros, e igualmente identificado e explorado por Francisco Martins Sarmento, a partir do ano de 1877. A intervenção arqueológica que decorre poderá vir a proporcionar novos dados sobre a ocupação e evolução do local, conhecido pelo seu impressionante aparato defensivo.

Estima-se que o antigo castro esteja em condições de abertura ao público a partir do próximo mês de Julho. Mantém-se restrito o acesso ao monumento, enquanto decorre a intervenção.

O Castro de Sabroso tem vindo a ser alvo, nos últimos anos, de várias ações de limpeza florestal, promovidas conjuntamente por diferentes instituições, nomeadamente o Município de Guimarães, proprietário dos terrenos, a Sociedade Martins Sarmento, entidade responsável pela gestão do espaço, e a Junta de Freguesia de Sande São Lourenço e Balazar.

Os esforços empreendidos para a recuperação deste monumento arqueológico do Concelho de Guimarães tiveram a colaboração da Universidade do Minho nos trabalhos arqueológicos realizados até à data, bem como do Laboratório da Paisagem, que editou recentemente um Plano de Gestão da Flora Invasora do Castro de Sabroso, resultante da avaliação efetuada ao coberto vegetal dos terrenos, que se caracteriza por um comportamento infestante. A limpeza da vegetação tem sido assumida, desde 2020, pelas equipas da Vitrus Ambiente EM, SA.

Notícia corrigida a 28 de janeiro com a informação de que em 2017 foi pedida a intervenção através do Orçamento Participativo.