26 maio 2024 \ Caldas das Taipas
tempo
18 ºC
pesquisa

Ministro promete reembolso mais rápido às corporações em incêndios rurais

Redação
Sociedade \ domingo, fevereiro 26, 2023
© Direitos reservados
José Luís Carneiro disse ainda que a terceira Equipa de Intervenção Permanente permite aos bombeiros das Taipas serem um corpo “cada vez mais capacitado”.

A terceira Equipa de Intervenção Permanente (EIP) garante à Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Caldas das Taipas (AHBVCT) mais cinco bombeiros profissionais para se juntarem aos 10 das equipas previamente em vigor.

Presente na cerimónia de homologação, realizada na tarde de sábado, 25 de fevereiro, o ministro da Administração Interna, José Luís Carneiro, considerou que as EIP, 780 em todo o país, com 3.900 operacionais, testemunham o “esforço de robustecimento e qualificação do sistema nacional de proteção civil” e dos respetivos corpos de bombeiros.

“Os corpos de bombeiros são primeiramente bombeiros voluntários, mas que estão num percurso de transição gradual para a sua profissionalização. Via EIP, essa profissionalização permite preparar um corpo cada vez mais capacitado”, realçou.

Convencido de que “comunidades locais mais coesas e seguras estão mais preparadas para o desenvolvimento”, José Luís Carneiro crê também que os bombeiros estarão, em breve, mais confortáveis no combate aos incêndios rurais, com a “mudança de paradigma” no que toca ao reembolso das despesas. “Quando enviem as despesas para a Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil, elas podem ser imediatamente reembolsadas sem o tempo de espera por decisão do Ministério das Finanças”, disse.

A seu ver, esta alteração permite agilizar o combate a um fenómeno com risco de agravamento no futuro. “Se fôssemos capazes de cumprir os objetivos relativos às alterações climáticas na próxima década, mesmo assim veríamos o risco de incêndio aumentar seis vezes no nosso país. Isso mostra bem o esforço com que estamos confrontados”, perspetivou.

 

Projeto de retenção de água do rio Ave entre candidaturas a fundos comunitários

Como presidente da AHBVCT, Luís Soares mostrou-se grato pela presença do ministro da Administração Interna nas instalações da corporação e assumiu estarem a ser trabalhadas candidaturas ao próximo quadro comunitário de apoio, como a de um projeto de retenção de água no rio Ave para o abastecimento de helicópteros para o apoio ao combate a incêndios.

A renovação de alguns dos veículos e de equipamentos de proteção individual, de forma “a proteger primeiro os bombeiros e depois os cidadãos”, é outro objetivo que tenciona cumprir com recurso a esses fundos.

Já o presidente da Câmara Municipal de Guimarães, Domingos Bragança, enalteceu os objetivos apresentados por Luís Soares, tendo realçado que o “principal papel de uma associação de bombeiros é proteger os bombeiros para que eles possam proteger os seus cidadãos e os seus bens”.