13 julho 2024 \ Caldas das Taipas
tempo
18 ºC
pesquisa

São Pedro nem sempre colaborou, mas a festa “continua a crescer imenso”

Bruno José Ferreira
Sociedade \ sábado, julho 06, 2024
© Direitos reservados
A chuva ainda ameaçou ser um problema, mas acabou por não ser impeditiva para que milhares de pessoas passassem pelo coração da vila. Balanço do São Pedro 2024 é "positivo".

Para lá das multidões, a chuva também apareceu, a espaços, nas Festas da Vila e São pedro 2024. O Santo nem sempre colaborou, a chuva foi uma ameaça, mas não pôs em causa mais uma edição “positiva” do principal momento festivo taipense. “O tempo tramou-nos, infelizmente, não podemos controlar isso”, destaca o presidente da Comissão de Festas Dar Vida à Vila, rosto máximo da organização da festa.

“Penso que a festa acho que tinha tudo para corre melhor do que no ano passado. No sábado estávamos com casa cheia, nos divertimentos disseram-nos que se não tivesse chovida talvez tivesse sido a melhor noite de sempre. Estava muita gente, mas a chuva tramou-nos”, dá conta.

Ainda assim, numa festa que teve Olavo Bilac e Quim Barreiros como principais cabeças de cartaz “no cômputo geral o balanço é positivo” por parte da comissão, com a sensação de que a festa “tem crescido imenso nos últimos anos”. “Este ano alargou um pouco, estendendo-se à nova praça [Praça Dr. João Antunes Guimarães]: tivemos mais barraqueiros e mais comes e bebes”, atira Luís Gonçalves, lembrando que o próprio facto de a seleção nacional jogar no dia de encerramento “ajudou a criar mais um momento que se veio a revelar interessante”.

Milhares de pessoas passaram pelas Taipas de sexta-feira a segunda, e mesmo antes disso na feira das associações e a feira da francesinha, com Luís Gonçalves a lançar um olhar em perspetiva dos últimos anos de festas, dizendo que “é unânime que a festa tem crescido imenso”. “Estamos a chegar a um patamar que é complicado fazer melhor de ano para ano, conclui o presidente da Comissão de Festas Dar Vida à Vila.