14 julho 2024 \ Caldas das Taipas
tempo
18 ºC
pesquisa

São Pedro: “o programa mais ambicioso” quando é “cada vez mais difícil”

Bruno José Ferreira
Cultura \ quinta-feira, junho 06, 2024
© Direitos reservados
Município e freguesia reforçaram os apoios à realização do São Pedro, as “segundas maiores festas do concelho”. Ainda assim, mesmo com um “cartaz muito bom”, as dificuldades multiplicam-se.

As Festas da Vila e São Pedro 2024 contam com uma “programação muito boa, com dois cabeças de cartaz”. Foi desta forma que Luís Gonçalves, presidente da Comissão de Festas Dar Vida à Vila, fez o lançamento das celebrações que costumam animar a vila no decorrer do mês de junho.

“Olavo Bilac toda a gente conhece e o Quim Barreiros é o rei das festas populares”, apresentou, frisando também a “surpresa” de sexta-feira, um tributo aos Xutos e Pontapés. Numa festa “que não é só das nossas gentes, mas também das freguesias vizinhas”, o São Pedro contará com os números habituais, mas também um arraial na Praça João Antunes Guimarães, no centro da vila, como uma das novidades.

Apesar do regozijo com o cartaz que foi apresentado na Sala Multiusos do Antigo Mercado, Luís Gonçalves deu nota que “é cada vez mais difícil” organizar umas festas com esta estrutura, apelando a mais “uma pequena ajuda” do município.

Luís Soares corroborou da ideia transmitida pelo presidente da comissão, atirando que “cada ano que passa é mais difícil”, atribuindo ao “sucesso” parte das razões da dificuldade. A Junta de Freguesia de Caldelas aumentou o apoio à realização das festas, cerca de 25%, sendo que o líder máximo da freguesia considera o programa apresentado “o mais ambicioso de todos” desde que está no executivo.

O presidente da Junta de Freguesia lembrou os anos anteriores, com o centro da vila em obras, que ainda dificultou mais o trabalho da comissão, analisando o desafio que se coloca com o centro reformulado. “Temos de perceber como é que o espaço público pode funcionar. Serão cometidos erros, que se desculpam, mas devemos ser criteriosos na colocação das bancas, para que as pessoas se habituem aos novos lugares, a vila tem novas praças que tê de ser ocupadas”, disse Luís Soares.

Em representação do município, Paulo Lopes Silva parabenizou a comissão e festas pelo “cartaz de grande nível naquelas que são as segundas festas do concelho, a seguir às Gualterianas”. O vereador fez alusão ao cartaz “de cariz popular”, mas que “não deixa de ter atenção a outros públicos, os jovens e os mais novos”. Este ano a Câmara Municipal de Guimarães atribuiu também um apoio maior e a iniciativa “São Pedro não dorme” é apoiada ao abrigo do Impacta “porque é um evento cultural do concelho”, beneficiando assim de um maior apoio também a nível logístico.  

O vereador com o pelouro da cultura apontou o São Pedro como o “primeiro grande momento de celebração nesta nova dinâmica da vila, com espaços que devem ser aproveitados”, terminou, voltando a enfatizar a “qualidade” do cartaz das Festas da Vila e São Pedro.