29 fevereiro 2024 \ Caldas das Taipas
tempo
18 ºC
pesquisa

Alargada a toda a cidade, a Ponte e às Taipas, recolha de orgânicos dispara

Redação
Sociedade \ sexta-feira, junho 09, 2023
© Direitos reservados
Entre janeiro e maio de 2023, as freguesias de Guimarães no perímetro de recolha contabilizaram mais de duas mil toneladas de resíduos, número que perfaz aumento homólogo de 150%.

Entre janeiro e maio de 2023, a recolha porta-a-porta de resíduos orgânicos superou as duas mil toneladas, quantidade que ultrapassa, por larga margem, a recolha de 2022, ano em que se contabilizaram 971,26 toneladas. A empresa responsável pela recolha, a Vitrus Ambiente, estima, aliás, uma subida de 150% face ao período homólogo de 2022.

O aumento dá-se depois do alargamento da recolha de orgânicos aos habitantes de oito das freguesias de Guimarães - Creixomil, Urgezes, Costa, Mesão Frio, Azurém, Fermentões, bem como as vilas de Ponte e de Caldas das Taipas - para lá das três que perfazem o coração da cidade e que já dispunham do serviço - Oliveira do Castelo, São Paio e São Sebastião. Esse alargamento está em vigor desde 6 de fevereiro de 2023.

Os contentores estão disponíveis gratuitamente, mediante apresentação de fatura de resíduos ou da Vimágua, e permitem a introdução de restos de comida, vegetais, frutas, sopa, pão, bolos, carne, peixe, laticínios, cascas de marisco, cascas de ovos, sacos de chá, palitos, guardanapos, plantas, folhas, cabelo e unhas ou objetos compostáveis.