23 outubro 2021 \ Caldas das Taipas
tempo
18 ºC
pesquisa

Propostas dos candidatos à Junta de Freguesia de Brito

Redação
Política \ quinta-feira, setembro 16, 2021
© Direitos reservados
Motivações, propostas e objetivos. Eis as convicções dos candidatos às Autárquicas 2021 da zona norte do concelho.

Fátima Saldanha (PS)

Iniciei este projeto em 2013 e ainda não está concluído. A minha equipa e eu queremos continuar a dedicar-nos a Brito e contribuir positivamente com trabalho e dedicação para a terra que me viu crescer.
As infraestruturas, as pessoas e o ambiente são três pilares muito importantes. Nas infraestruturas, pretendemos requalificar os principais acessos à vila, um deles a ligação da Estrada Nacional 310, crucial nesta vila. Pretendo continuar a aprofundar o trabalho social junto da população. Isso é muito importante, e esta pandemia veio reforçar isso. Depois, temos o ambiente. Vamos consciencializar as pessoas de que este é um problema de todos e trabalhar em conjunto com as Brigadas Verdes. Temos as margens do rio Ave que atravessam a nossa vila, e a ecovia é outro projeto muito importante. Para além do que não consegui concretizar até agora, gostaria de fazer um alargamento ao centro cívico. Nesse alargamento, gostaria de fazer um coreto e uma casa mortuária. São infraestruturas necessárias. Por tradição, existem na nossa vila as festas da Nossa Senhora do Rosário, que já remontam há muito tempo. Tem de vir um grupo musical e é sempre preciso improvisar o coreto. Numa vila como a nossa, já faz sentido esse tipo de infraestrutura.
O importante é consciencializar as pessoas a comparecerem e a votarem. Parece-me que, muitas vezes, as pessoas estão desmotivadas. É importante as pessoas comparecerem e fazerem as suas escolhas. Depois, espero o melhor resultado possível para garantir a continuação do trabalho até aqui realizado.

Nelson Pinto (JpG)

Primeiro de tudo, sou britense. Sempre estive ligado à freguesia e muito enraizado. Sinto que tenho de fazer alguma coisa pela terra. Não posso olhar para trás daqui a 10, 15 ou 20 anos, dizer que estou velho e que não fiz nada pela minha terra ou para que muitas coisas mudassem. Brito precisa de uma nova dinâmica e de um ritmo diferente, tal como o concelho.
Na estrada que liga Brito às Taipas, queremos que essa via se torne mais urbana, onde as pessoas se sintam bem e as crianças não tenham medo de vir para a rua. Outra coisa é as obras existentes em Brito, quase todas elas mal projetadas, porque em cima desta data. Temos mais uma obra mal pensada, que são os Espaços Criativos. Aquilo pertencia à GNR. Aquilo foi requalificado para salas de espetáculos, mas não se pode ouvir uma peça de teatro sem o ruído dos carros a passar. É precisa uma associação que dinamize aquilo. Temos imensos parques infantis. Não há um, a não ser o do parque da vila, porque é mais central, que esteja bem cuidado e que ponha um pai descansado com um filho a brincar. Existem pelo menos uma ou duas fontes em Brito que também temos de requalificar. Temos de colocar placas informativas sobre se a qualidade da água é boa. Temos muita coisa, embora mal pensada. Há que dar condições e requalificar o que já temos.
É diferente ir para uma assembleia com dois mandatos do que com quatro. É diferente ir para um poder em que a junta tenha a maioria do que um em que não tenha a maioria. Se a CDU metesse alguém, ficava uma equidade de forças diferente. Primeiro, queremos subir a nossa votação.

Susana Meira (CDU)

Neste último mandato, a Junta tem estado completamente parada. Não fez nada por Brito. Achei necessário candidatar-me para ver se Brito começa a evoluir, porque estagnou. Há bastantes infraestruturas, mas tem estado tudo a degradar-se.
O saneamento ainda não chegou à vila toda. Na rua da Lage, ainda não há saneamento. Na rua do Salgueiral, não havia; colocaram há três semanas atrás. Nestas ruas, não é nas vésperas das eleições que uma pessoa tem de trabalhar. Tem de se trabalhar durante o mandato todo. As pessoas têm vindo falar comigo e eu tenho visto. É inadmissível em pleno século XXI os espaços verdes que temos não estarem a ser bem aproveitados. Há também os moinhos; poderíamos ter uma praia fluvial excelente e não temos, porque não é aproveitada. Mesmo espaços verdes para as crianças brincarem, temos o parque de lazer, mas não está apropriado para elas. Outra das coisas que também falo é dos transportes públicos, porque, em Brito, ainda há muito poucos transportes públicos. Não temos transportes públicos que venham até Brito. Chegou ali a Silvares, parou e não vem mais. É uma das partes pelas quais temos de lutar.
A CDU, nas últimas eleições, não elegeu nenhum mandato, e o nosso maior objetivo nestas eleições é tentar eleger no mínimo um. Mas com a equipa que tenho e que formei, temos possibilidades de, no mínimo dos mínimos, meter lá dois. Se não pudermos meter lá dois, pelo menos um, porque Brito precisa de oposição. Neste momento, não temos oposição.