28 novembro 2023 \ Caldas das Taipas
tempo
18 ºC
pesquisa

Pedidos de licenciamento crescem em Guimarães, agora sexto concelho do país

Redação
Economia \ segunda-feira, abril 03, 2023
© Direitos reservados
O município contabilizou 2.805 projetos de habitação em pipeline entre 2020 e 2022, tendo ultrapassado os 1.000 só no ano passado. Vila Nova de Gaia lidera a nível nacional.

Os pedidos de licenciamento de novos projetos imobiliários em Guimarães aproximaram-se dos três mil entre 2020 e 2022: nesse intervalo, o concelho mais populoso do Vale do Ave contabilizou 2.805 projetos em pipeline – submetidos à Câmara Municipal para licenciamento -, informou a agência vimaranense Dipe, a partir do Sistema de Informação Residencial (SIR) da plataforma Confidencial Imobiliário.

Guimarães, que é o 14.º município mais populoso do país, foi o sexto mais requisitado para novos projetos de habitação nos últimos três anos; só em 2022, o concelho registou mais de um milhar de pedidos de licenciamento segundo um artigo da Visão, baseado também no SIR. No período entre 2019 e 2021, fora o sétimo do país com mais projetos (2.549).

O município do Ave aparece somente atrás de Vila Nova de Gaia, o concelho com mais pedidos – 2.800 só em 2022 -, de Lisboa, do Porto, de Matosinhos e de Braga. O concelho bracarense é aquele que mais projetos em pipeline apresenta no Quadrilátero Urbano – 3.275 projetos -, seguido de Guimarães, de Vila Nova de Famalicão (10.º a nível nacional) e de Barcelos (21.º a nível nacional).

Em todo o território português, contabilizavam-se, no final de 2022, 125.010 projetos, menos 2,4% do que em 2021.