16 maio 2021 \ Caldas das Taipas
tempo
18 ºC
pesquisa

O "legado" de Ferreira de Castro foi, 50 anos depois, novamente vincado

Redação
Cultura \ sábado, abril 17, 2021
© Direitos reservados
Na cerimónia foi sublinhada a necessidade de "trazer para cima o legado" do escritor que se cruzou várias vezes pelas Taipas.

O Largo das Termas foi este sábado palco de uma homenagem ao escritor Ferreira de Castro. A data remete para o cinquentenário da homenagem ao autor, que habitualmente veraneava na Vila Termal, com um busto colocado pelo Círculo de Arte e Recreio (CAR) no centro das Taipas.

A cerimónia de homenagem ao autor de "A Selva" contou com a presença (e discursos) do professor Fernando Capela Miguel, do atual presidente do CAR, Jorge Cristino; da vice-presidente da Câmara Municipal de Guimarães (CMG), Adelina Paula Pinto; bem como de Luís Soares, presidente da Junta de Freguesia de Caldelas. A secretária de Estado Adjunta e do Património Cultural, Ângela Ferreira, deixou o seu testemunho através de um vídeo.

Na cerimónia vincou-se a necessidade de "trazer para cima o legado" do escritor natural de Oliveira de Azeméis, "um dos mais importantes romancistas portugueses do último século que chegou a ser anunciada pela UNESCO, em 1973, como dos dez romances mais lidos em todo o mundo".

A iniciativa integra o programa comemorativo do Dia Internacional dos Monumentos e dos Sítios, iniciativa criada pelo Conselho Internacional dos Monumentos e Sítios, aprovado pela Unesco e promovida em Portugal pelo Ministério da Cultura através da Direção Geral do Património Cultural e que se realiza no fim de semana de 17 e 18 de abril.