23 outubro 2021 \ Caldas das Taipas
tempo
18 ºC
pesquisa

Nesta freguesia a norte vota-se novamente: joga-se o "desempate"

Pedro C. Esteves
Política \ domingo, outubro 10, 2021
© Direitos reservados
Há duas semanas, quando todo o país se dirigiu às urnas, na UF de Sane Vila Nova e Sande S. Clemente duas candidaturas conseguiram 863 votos. Candidatos esperam que, agora, haja "desempate".

Há, num troço da Estrada Nacional 310, que liga Póvoa de Lanhoso a Santo Tirso, cerca de 7 km² onde ainda estão de pé cartazes de apelo ao voto. Cartazes e tarjas são, duas semanas depois das eleições autárquicas, ainda visíveis na União de Freguesias de Sande Vila Nova e Sande São Clemente. É que nesta localidade este sábado foi (novamente) dia de ir às urnas. Porquê? Porque no dia 26 o resultado desafiou as probabilidades e - com uma decisão do tribunal pelo meio - foi declarado um empate.

De repente, há mais olhos postos na freguesia a norte do concelho. A campanha prosseguiu nos últimos dias com arruadas e mensagens amplificadas por altifalantes a ecoarem pelas principais artérias num último esforço de mobilizar a população. O Reflexo falou com dois dos três candidatos - até à data de publicação desta notícia não foi possível obter declarações de José Mendes, candidato pela CDU à Assembleia de Freguesia - acerca de uma eleição insólita no concelho. Eis o que disseram:

Lucinda Oliveira - Partido Socialista

"Estou tranquila, sempre estive durante este período todo. Analisando os votos, concordei que realmente havia [empate]. Sinto que agora é a altura de sabermos realmente qual é a vontade do povo. Há gente que está desagradada por ter de voltar novamente, mas o nosso papel é agora apelar que venham, porque pode fazer toda a diferença. Para nós, candidatos, também é um trabalho a dobrar, com mais dias de campanha. Agora será o que tiver de ser".

Tiago Rodrigues - Juntos por Guimarães

"Tenho esperança que haja mais mobilização, para decidir o desempate. Na nossa segunda campanha foi complicado saber se vai realmente haver mais mobilização: ouvimos pessoas que disseram que sim, outras que ainda estão indecisos e dizem que vão votar desta vez. A afluência de manhã está a ser boa. Sabemos que o insólito do empate fez com que se falasse bastante do tema, mas o impacto que isso terá ainda não é certo. Vamos esperar".

Como chegamos aqui?

Se o epílogo desta história acontece este domingo, importa recordar o prólogo. O escrutínio provisório divulgado no dia das eleições deu a vitória eleitoral a Lucinda Oliveira, candidata do Partido Socialista, com 893 votos. O candidato da Coligação Juntos Por Guimarães, Tiago Rodrigues, obteve apenas menos um voto, ou seja, 892. Perante este cenário foi solicitado ao tribunal a verificação dos votos nulos, sendo que num dos casos esse voto foi alterado a favor da Coligação, o que empatou o resultado do ato eleitoral.

Assim sendo, as urnas voltaram a abrir.. Os 3202 eleitores em condições de voto desta união de freguesia são chamados a votar, apenas para a assembleia de freguesia.