09 dezembro 2022 \ Caldas das Taipas
tempo
18 ºC
pesquisa

NAT esteve na Meia Maratona Cidade Berço que consagrou duas vimaranenses

Redação
Desporto \ domingo, setembro 25, 2022
© Direitos reservados
Meia Maratona Cidade Berço trouxe largas centenas de pessoas para as ruas de Guimarães. Ana Dulce Félix e Mónica Silva levantaram os braços. Nélson Felgueiras satisfeito com "grande adesão".

Pouco depois das 10h00, o tiro de partida. Do Campo de S. Mamede, cerca de 5000 corredores e caminhantes partiram para calcorrear as ruas da cidade berço e terminar o esforço perto do Estádio D. Afonso Henriques. 

A prova-rainha, os 21 km's da meia maratona, foi ganha, na vertente feminina, por uma atleta da casa. Ana Dulce Félix, embaixadora da prova e campeã europeia dos 10 000 metros em 2012, falou numa "sensação muito boa" na chegada. "Ver todo este público a torcer por mim é um grande orgulho", ressalvou.

A atleta que nasceu em Guimarães há 39 anos congratulou ainda a organização do evento, que foi, segundo o vereador do desporto da Câmara Municipal de Guimarães (CMG), uma "celebração de Guimarães". "Vemos uma organização profissional, que dá todas as condições aos atletas", disse, ainda antes do tiro de partida.

O vereador destacou os parceiros envolvidos e a inscrição de "muitos atletas". "Estou satisfeito, vejo uma grande adesão, uma grande participação e interesse neste tipo de provas, na prática de desporto. Como responsável pelo desporto da CMG fico satisfeito.

O primeiro a cruzar a meta na Meia Maratona Cidade Berço foi Paulo Rosário, atleta do Sporting Clube de Braga, nos 10 km. Mónica Silva, de Guimarães, foi a primeira entre as mulheres. Os 21 km's foram ganhos por José Sousa, atleta a representar as cores do Praia de Mira.

A organização fica a cargo da Câmara Municipal de Guimarães, em parceria com a Associação de Atletismo de Braga, o Vitória SC, Tempo Livre e Associação de Paralisia Cerebral de Guimarães (APCG). O percurso da Meia Maratona Cidade Berço foi trabalhado com a Associação de Atletismo de Braga. A decisão de levar a corrida para o centro da cidade teve o objetivo de aproximar a prática desportiva dos vimaranenses.