21 julho 2024 \ Caldas das Taipas
tempo
18 ºC
pesquisa

Grávida residente em São Clemente de Sande morre a caminho do hospital

Redação
Sociedade \ quarta-feira, agosto 30, 2023
© Direitos reservados
Inspeção-Geral das Atividades em Saúde abriu inquérito à morte de mulher de 26 anos, grávida de 35 semanas, quando se dirigia ao hospital de Guimarães, quatro dias depois de lá ter feito exames.

Uma mulher de 26 anos, grávida de 35 semanas, e o bebé em gestação morreram na segunda-feira, quatro dias depois de uma ida ao Hospital Senhora da Oliveira – Guimarães (HSOG), responsável pelo acompanhamento. Vânia Alves deslocou-se à unidade hospitalar em 24 de agosto, com queixas de falta de ar, e realizou uma série de exames que nada detetou, o que levou o HSOG a dar alta à paciente.

Na segunda-feira, os Bombeiros Voluntários de Caldas das Taipas e a Viatura Médica de Emergência e Reanimação de Guimarães (VMER) foram acionados para se deslocar a São Clemente de Sande, freguesia onde residia a mulher que viria a morrer a caminho do hospital, juntamente com o bebé.

Face ao sucedido, a Entidade Reguladora da Saúde instaurou um processo de avaliação e a Inspeção-Geral das Atividades em Saúde instaurou um processo de inquérito com vista ao “cabal esclarecimento” do caso, avançou esta quarta-feira a Agência Lusa.

Já o HSOG adiantou, também à Lusa, que lamenta a morte de Vânia Alves e do bebé, que se solidariza com a família num “momento difícil” e que atuou sempre de acordo com os protocolos estabelecidos para assistir uma utente com comorbilidades; sofria de mais de uma doença.

O funeral de Vânia Alves está marcado para as 11h00 de quinta-feira, na Igreja Paroquial de Corvite. O corpo vai depois a sepultar no cemitério dessa mesma freguesia.