13 julho 2024 \ Caldas das Taipas
tempo
18 ºC
pesquisa

Em Sande S. Martinho há um Memorial ao Garfeiro: “história feita de futuro”

Redação
Cultura \ segunda-feira, julho 01, 2024
© Direitos reservados
Alusão à tradição cutileira da região assinalada com um memorial, inaugurado com a requalificação da Rua dos Quatro Irmãos.

A rua dos Quatro Irmãos, em Sande São Martinho, foi requalificada e esta freguesia do norte do concelho passou a ter um novo monumento, um Memorial ao Garfeiro, que foi inaugurado com a presença de Domingos Bragança.

O presidente da Câmara Municipal de Guimarães destacou a beleza do hino da freguesia que, no seu entendimento, “aborda o essencial de Sande S. Martinho, com toda a sua herança cultural e histórica”. Estas duas inaugurações, a Rua dos Quatro Irmãos e o Memorial do Garfeiro, representam a valorização da identidade e história local e a força do coletivo na projeção do futuro, respetivamente. Para o edil, é a “força que cada um de nós dá à sua visão, ao seu talento e ao seu impacto na comunidade”, que, “quando inserida na força coletiva da comunidade”, se transforma numa “história feita futuro”.

Referindo-se ao Memorial do Garfeiro, o presidente da Câmara considera que este homenageia todos os que contribuíram para a “força coletiva do saber fazer, bem feito”, sublinhando ainda a necessidade de projetar a história industrial no futuro através de novas tecnologias e conhecimentos, perpetuando a cultura local e valorizando a contribuição coletiva para um futuro melhor.

Miguel Bessa, presidente da Junta de Freguesia, relembrou a importante contribuição da indústria da cutelaria, que garantiu o sustento de muitas famílias e se tornou parte integral da cultura local, destacando a importância de continuar a apostar no desenvolvimento da região.

A requalificação da rua dos Quatro Irmãos permitiu ainda recuperar a Poça dos Quatro Irmãos, melhorar o fluxo de trânsito e promover as acessibilidades, principalmente para os peregrinos do Caminho de Santiago que por lá passa.

De seguida, foi inaugurado o Memorial do Garfeiro, que contou com a primeira apresentação pública do hino de Sande S. Martinho e com a presença de vários ex-presidentes da Junta de Freguesia. A indústria da Cutelaria, especialmente a que se dedica à produção de garfos, desde muito cedo está presente na vida de várias famílias de Sande São Martinho que dependiam deste ofício para assegurar o sustento das suas famílias. O ofício da cutelaria, parte da cultura da freguesia, tem sido passado de geração em geração, motivando a homenagem.