25 janeiro 2022 \ Caldas das Taipas
tempo
18 ºC
pesquisa

Assembleia de Freguesia aprova Grandes Opções do Plano e Orçamento 2022

José Henrique Cunha
Política \ quarta-feira, dezembro 22, 2021
© Direitos reservados
Dar continuidade ao trabalho desenvolvido entre 2017 e 2021 e lançar novos projetos para o futuro é o objetivo plasmado nas Grandes Opções do Plano e Orçamento 2022 (GOP).

O documento foi apresentado pela Junta de Freguesia (JF), discutido e aprovado pela maioria do Partido Socialista (PS) e quatro abstenções da Coligação Junto por Guimarães (JpG).

A JF defende que o documento apresentado representa a vontade de uma larga maioria dos taipenses que votaram e deram a vitoria ao PS nas últimas eleições autárquicas.

Intitulado “Continuar a Mudança” o executivo liderado pelo Luís Soares quer, em conjunto com a Câmara Municipal de Guimarães (CMG), pretende concluir o projeto de requalificação do centro cívico da vila; lançar o concurso de construção da rotunda da Rabata e do Bouçós para eliminar o que considera ser um ponto negro na estrada nacional que liga Caldas das Taipas à Póvoa de Lanhoso; pressionar no sentido de avançar para a elaboração do projeto para a paragem central de autocarros, considerado projeto importante para o desenvolvimento da mobilidade na vila; e finalmente construir o Parque das Levadas, alargando para jusante o Parque de Lazer.

Mas o documento não se fica pelo objetivo de concluir promessas feitas em 2017, pretende também lançar novas promessas versus novos projetos. A criação de 200 lugares de estacionamento gratuitos em bolsas de proximidade ao centro da vila, é um deles. Esta necessidade visa colmatar os lugares de estacionamento que serão eliminados com a obra em curso da requalificação do centro e que não foi devidamente ponderado no projeto inicial, apesar de vários avisos da população e comerciantes no período de consulta do projeto.

Mas o futuro passa também pela construção do percurso entre os Banhos Velhos e a Horta Comunitária fazendo-se assim a ligação das Termas ao Campismo e Parque. Outra ideia, já lançada no final do anterior mandato, é a negociação para adquirir a casa da Quinta do Canto de Cima, com vista à elaboração do projeto de requalificação do edifício, para aí se instalar a Biblioteca, o Museu, e o espaço das Associações das Taipas. O Executivo assume esta última ideia como o grande objetivo até 2025. Sobre este objetivo a Coligação JpG desafia a JF a instigar a CMG a adquirir o edifício colocando à disposição da vila para implementar o projeto preconizado para aquele espaço, segundo esta força partidária seria de elementar justiça face à oferta já existente na cidade que obrigaram a avultados investimentos. JpG foi mais longe dizendo que se estivesse ao comando dos desígnios da CMG este projeto já seria uma realidade.

Na ação social e inclusão, nomeadamente, através do agora designado Gabinete de Intervenção Social (GIS), a JF pretende continuar a responder à evolução das necessidades dos cidadãos, através das respostas de apoio à comunidade, como é o caso do Fundo Emergente de Socorro Social, do Banco de Bens de Primeira Necessidade e da atribuição de cabazes alimentares, numa intervenção articulada com as entidades locais das áreas de saúde, educação e social. O documento refere ainda que será dada continuidade, assim a situação pandémica o permita, aos passeios sociais com regularidade mensal, às idas à praia nos meses de julho e setembro, e pretende ainda organizar a segunda edição do jantar para as comunidades imigrantes residentes na vila, o jantar de natal para os seniores e o convívio anual da freguesia.

No topo das prioridades da JF para 2022, está a defesa das políticas ambientais e do desenvolvimento sustentável, com a recandidatura ao Galardão Ecofreguesias XXI; a recuperação e classificação do Parque de Lazer como Praia Fluvial, aquela que foi a primeira praia fluvial da vila; e tentar construir mais talhões na horta comunitária.

Ainda no domínio do ambiente e mobilidade, o executivo pretende assegurar condições com vista à gestão dos jardins e do parque arbóreo. Sobre este ponto a JF reclama a instalação do primeiro Gabinete de Arboricultura do país que assenta na estratégia de demonstrar que a freguesia é capaz de gerir bem esta temática pressionado a CMG a protocolar meios humanos e financeiros com JF de forma a esta gerir autonomamente este tema.

Implementar o PAYT (recolha porta a porta sem taxa de saneamento) no centro da vila, ampliar a recolha seletiva incluindo óleos usados e ponto eletrão; continuar o Taipas a Florir; alargar a rede de dispensadores e abrigos para felinos, são também objetivos para 2022.

Quanto à mobilidade propriamente dita, a JF compromete-se a acompanhar de perto a implementação, já em janeiro de 2022, da nova concessão de transportes de Guimarães com passagem pela vila. A JF pretende também criar mais condições para o projeto “Bicla nas Taipas” e projetos que estimulem andar a pé.

Na Cultura é intenção manter uma agenda que inclua a programação cultural associativa da vila; a produzida pelos Banhos Velhos e pelo programa Excentricidades; o apoio às festas de S. Pedro; a agenda cultural e turística de verão; o Dar Vida à Vila e as Festas de Natal; dinamizar o Antigo Mercado enquanto praça da juventude, zona de convívio, espaço cultural e expositivo; e finalmente apoiar a realização de um Festival Rock para as bandas taipenses.

Posto de Turismo Digital

Neste documento de GOP são também dedicadas algumas linhas para a Economia, Emprego, Turismo e Indústria, com o propósito de evidenciar Caldas das Taipas como uma vila turística. Caminho já iniciado com a edição de uma brochura e a criação de posto turístico digital e que na ótica da JF deverá ter continuidade com a colocação de sinalética e de pontos de informação sobre locais de interesse e mais emblemáticos da vila, bem como, com a promoção turística de Caldas das Taipas. Para o efeito é pretendido promover iniciativas de fomento ao investimento privado e em conjunto com a indústria das cutelarias criar um showroom de cutelarias do concelho.