13 abril 2024 \ Caldas das Taipas
tempo
18 ºC
pesquisa

ESCT participa nas meias-finais do torneio de retórica do ensino secundário

Redação
Educacao \ terça-feira, maio 02, 2023
© Direitos reservados
Alunos do 11.º ano da secundária taipense discutem manuais digitais e exames nacionais na quarta-feira. Até agora, já se discutiram temas como energia nuclear e forças armadas europeias.

Após cinco meses de debates sobre temas vários da sociedade contemporânea, com cerca de 1.500 alunos de 60 turmas das escolas secundárias Santos Simões, Francisco de Holanda, Martins Sarmento e de Caldas das Taipas, as meias-finais da segunda edição do Torneio de Retórica de Guimarães realizam-se na terça e na quarta-feira, na sede da Associação de Socorros Mútuos Artística Vimaranense (ASMAV), na rua Gil Vicente, no centro da cidade.

O par de turmas 11.º LH1 e 11.º LH2 e o par 11.º AV1 e 11.º CT2 debatem entre si dois temas, na quarta-feira: “sim ou não aos manuais digitais no ensino?” e “sim ou não nos exames nacionais de acessos ao ensino superior?”.

Durante a edição em curso, já se debateram mais de 15 temas de âmbito local, nacional e europeu, nomeadamente “Sim ou não à legalização da eutanásia?”, “Sim ou não à legalização da prostituição?”, “Sim ou não à utilização de animais em experiências científicas?”, “Sim ou não à proibição integral dos telemóveis nas salas de aula?”, “Sim ou não à criação dos Estados Unidos da Europa à semelhança dos EUA?”, “Sim ou não à proibição das touradas?”, “Sim ou não à liberalização das drogas?” “Sim ou não às casas de banho mistas nas escolas?”, “Sim ou não à produção de energia nuclear para fins pacíficos?”, “Sim ou não à vacinação obrigatória?”, “Sim ou não à proibição de trânsito automóvel no Centro Histórico de Guimarães e zonas adjacentes, conforme proposta da CMG?”, “Sim ou não à proibição das claques organizadas de futebol?”, “Sim ou não à criação de umas Forças Armadas europeias unificadas, no contexto de uma aliança militar de defesa entre a EU e a GB?”, “Sim ou não ao direito ao voto aos 16 anos de idade?”, “Sim ou não à proibição do alojamento local no Centro Histórico de Guimarães e na nova zona a classificar, entre Couros e a Rua D. João I?”, “Sim ou não à proibição de venda e consumo de chocolates, croissants e refrigerantes (e outros alimentos altamente calóricos e similares) nas escolas?”.

Para a associação organizadora, o Torneio de Retórica de Guimarães tem “constituído um espaço único de vitalização e experiência cívica, educativa e pedagógica, quer por via do treino argumentativo, quer por via da criação de espaços qualificados de debate político, social e cultural, fazendo os jovens estudantes de Guimarães tomarem a palavra e entrarem autonomamente na vida da sua cidade, do seu país e da complexidade do mundo global”.

A final realiza-se no fim de maio, novamente no Teatro Jordão.