03 fevereiro 2023 \ Caldas das Taipas
tempo
18 ºC
pesquisa

Tiago Rodrigues vence eleições no CC Taipas por dois votos

Alfredo Oliveira
Freguesias \ sexta-feira, junho 08, 2018
© Direitos reservados
Numa eleição considerada histórica, pelo facto de terem surgidos duas candidaturas e pelo resultado final, Tiago Rodrigues venceu com 78 votos contra 76 do atual presidente e recandidato, João Pedro Ribeiro.

No final do ato eleitoral, realizado a 6 de junho, o ainda presidente da direção não escondia algum desalento pelo resultado final, afirmando que saía do clube de consciência tranquila e com a certeza de deixar o clube numa situação bem melhor do que a que encontrou há seis anos atrás: “Os sócios votaram em maioria na Lista B e só tenho que dar os parabéns a essa lista pelo trabalho que fez para ganhar as eleições. Compete-me dizer que saio de consciência tranquila pelo excelente trabalho que fizemos, todos, sem exceção, mesmo aquelas pessoas que deixaram este grupo para integrar a outra lista. Agradeço aos que estiveram comigo e que me apoiaram, principalmente nesta época desportiva, mas são eleições”.

João Pedro Ribeiro recuou um pouco no tempo para relembrar como encontrou o clube: “Há seis anos, ninguém queria pegar no clube; há seis anos, o Taipas tinha quatro meses de vencimentos em atraso; há quatro anos, só à segunda ou terceira tentativa é que houve uma solução. Saio de consciência tranquila, porque em seis anos demos tudo pelo bem do clube. O clube mexeu, os sócios votaram e decidiram. O futuro será do Taipas.”

O vencedor deste ato eleitoral, Tiago Rodrigues, depois de ter exercido o seu direito de voto, ausentou-se devido a estar a frequentar uma formação para dirigentes na Associação de Futebol de Braga. Conheceu os resultados via telefone e foi por essa via que deu a conhecer a sua satisfação natural pela vitória eleitoral que o torna o novo presidente da direção do CC Taipas: “Estava à espera de uma luta renhida, foi com enorme alegria que soube da notícia da vitória, mas já estávamos preparados para que isto acontecesse. Contávamos com a vitória, porque senão não tínhamos avançado”.

Tiago Rodrigues mostra-se confiante e preparado para o grande desafio de “tornar o clube maior e uma equipa de referência”.

De imediato, a nova direção tem como principal objetivo preparar a nova época: “Começar a tratar da preparação da equipa sénior, porque sentimos que já partimos em atraso, não descurando a formação e analisando toda a realidade do clube”.

Sobre a divisão verificada nas urnas, Tiago Rodrigues acredita que não se irá refletir na vida do clube em termos de futuro: “O resultado das eleições traduziu um pouco a insatisfação com a gestão anterior, mas espero que não se verifique qualquer divisão no clube. Quero que toda a gente se una. Espero que toda a gente queira o melhor para o Taipas, como nós queremos. Acredito que os elementos da lista que perdeu possam continuar a colaborar, dentro do possível, com o clube”.

As urnas estiveram abertas a partir das 21horas e foram encerradas por volta das 22h15, quando votou o último associado que se apresentou antes das 22h, hora prevista do fecho deste ato eleitoral.

O presidente da Assembleia Geral, António Joaquim Oliveira, juntamente com os representantes das duas listas, contaram os 154 votos, onde não se verificou qualquer voto em branco ou nulo. No final, recordou os tempos em que era muito difícil arranjar uma lista e nestas eleições surgiram duas listas, algo que já não acontecia há muito tempo: “Fico satisfeito com o ato eleitoral, pois é um sinal de vitalidade do clube”. No entanto, lamentou que tivesse “havido no final do mandato uma discrepância entre o ainda presidente João Ribeiro e Tiago Rodrigues e o seu pai. No entanto, nunca houve animosidade entre eles e espero que o Taipas continue no bom caminho, como estava neste momento. Espero que a vitalidade manifestada nestas eleições se mantenha ao longo da próxima época”.

António Joaquim Oliveira deixou ainda uma mensagem de agradecimento a todos os que trabalharam em prol do clube neste últimos anos, “em especial ao João Pedro e também ao Tiago e ao seu pai, aos outros dirigentes e treinadores e demais associados”.