29 novembro 2021 \ Caldas das Taipas
tempo
18 ºC
pesquisa

Tiago Mota apresentado e com meta a atingir: "Ficar nos quatro primeiros"

Bruno José Ferreira
Desporto \ segunda-feira, junho 28, 2021
© Direitos reservados
“O plantel foi avaliado de uma forma criteriosa e minuciosa. Sabemos o que queremos, os jogadores que já renovaram connosco também têm esta informação e esta missão", referiu Tiago Mota.

“É objetivo ficar nos quatro primeiros lugares nesta primeira fase, para depois, sim, lutar para subir de divisão”. O presidente do CC Taipas, Tiago Rodrigues, traçou a meta a atingir por Tiago Mota na apresentação do técnico na tarde desta segunda-feira no Campo do Montinho.

A prioridade é “criar condições” para que o clube se mantenha a longo prazo nos campeonatos nacionais, ainda que o orçamento previsto para a época 2021/22 seja inferior ao da temporada recém-concluída. Confiante num projeto que vai reunir “jogadores mais experientes” e “jovens para potenciar”, o dirigente justificou a escolha de Tiago Mota para suceder a Rui Castro com a “visão que tem para o futebol”, sem “medo de formar e potenciar jogadores”. “É a pessoa certa para liderar o nosso projeto e fazer crescer o CC Taipas. Queremos fazer uma aposta muito forte na formação do clube, sem descurar a parte competitiva”, sublinhou.

Prestes a iniciar o primeiro desafio numa equipa sénior, após passagens pelos escalões de formação do Vitória e do Rio Ave, Tiago Mota prometeu “profissionalismo, trabalho e dedicação”, depois de ter aproveitado o último ano para “fazer uma reciclagem de conhecimentos”.

Ciente de que haverá adversários com mais capacidade financeira, o novo timoneiro dos taipenses avisou que o “aspeto financeiro não é tudo e por si só não ganha jogos”. E adiantou que as necessidades referentes à construção de um plantel que misture juventude e experiência já estão “identificadas”.

“O plantel foi avaliado de uma forma criteriosa e minuciosa. Sabemos o que queremos, os jogadores que já renovaram connosco também têm esta informação e esta missão. Sabem para o que vêm”, sustentou Tiago Mota.