01 março 2024 \ Caldas das Taipas
tempo
18 ºC
pesquisa

Instituições e projetos culturais das Taipas recebem 13420 euros do IMPACTA

Tiago Dias
Cultura \ quarta-feira, fevereiro 15, 2023
© Direitos reservados
A essa verba, acrescem quatro mil euros de financiamento a dois projetos da Junta de Freguesia de Caldelas, que requerem aprovação em Assembleia Municipal.

As instituições e agentes culturais que trabalham na vila de Caldas das Taipas vão ter o apoio de 13.420 euros da Câmara Municipal de Guimarães, ao abrigo do financiamento do regulamento IMPACTA - Investimento Municipal em Projetos e Atividades Culturais, Territoriais e Artísticas – para o primeiro semestre de 2023, apurou o Reflexo a partir do documento publicado pela autarquia a dar conta dos vários apoios a instituições e agentes do concelho.

A maior fatia dessa verba recai sobre a Banda Musical de Caldas das Taipas: a instituição fundada em 1834, sob direção artística de Charles Gomes, recebe cinco mil euros para o Concerto Comemorativo do 25 de Abril e outros cinco mil para atuações ao longo do ano em território vimaranense.

Já Theo, artista rock de Caldas das Taipas, conta com 1.920 euros para “a gravação, produção e masterização” de um disco, enquanto a companhia ATRAMA, com atividade na vila termal, recebe 1.500 euros para circulação de espetáculos pelo concelho.

Também a Junta de Freguesia de Caldelas se candidatou a apoios municipais, cabendo-lhe três mil euros para o ciclo Animação de Verão e mil euros para as comemorações do 25 de Abril. Esse financiamento requer, porém, aprovação em sessão da Assembleia Municipal.

Depois de ter distribuído 303 mil euros no primeiro semestre de 2021, ainda em plena pandemia de covid-10, e 244 mil euros em período homólogo de 2022, a Câmara distribui 314 mil euros entre janeiro e junho de 2023, por mais de 100 projetos artísticos de vários pontos do concelho, após ter recebido candidaturas de cerca de 200 associações e artistas de Guimarães, lê-se na nota publicada esta quarta-feira pela autarquia.

 

Restantes projetos a noroeste do concelho apoiados em 19.800 euros

Se se olhar às restantes freguesias a noroeste do concelho de Guimarães, os projetos e instituições aí localizados recebem 19.800 euros. Dessa verba, quase metade destina-se a dois projetos: a quinta edição do Mapa de Artes Performativas da Astronauta, associação cultural a trabalhar nos Espaços Criativos, em Brito (5.000 euros), e a edição 2023 do Passeio dos Moinhos (4.000 euros), organizado pela Casa do Povo de Briteiros.

A instituição da União de Freguesias de São Salvador de Briteiros e Santa Leocádia de Briteiros recebe ainda mil euros para o seu grupo folclórico, à semelhança do que acontece com os grupos de Vila Nova de Sande, São Salvador de Souto, São Martinho de Sande e Ponte. Já o grupo folclórico de Longos, não federado, ao contrário dos já mencionados, recebe 800 euros.

Os grupos de teatro do CSRC Campelos e da ARCAP, em Ponte, recebem, cada um, 1.500 euros, enquanto o Grupo Recreativo e Cultural de Barco conta com dois mil euros do IMPACTA para o seu plano anual de atividades.