17 setembro 2021 \ Caldas das Taipas
tempo
18 ºC
pesquisa

“Revolução começou em 2005 e não pode parar”. Tino volta à corrida à junta

Bruno José Ferreira
Política \ sábado, agosto 14, 2021
© Direitos reservados
Candidatura à presidência da junta apresentada este sábado. “Juntos pelas Pessoas” é o slogan do candidato que pretende regressar a um lugar que foi seu durante doze anos.

Constantino Veiga, histórico presidente da Junta de Freguesia de Caldelas entre 2005 e 2017, apresentou este sábado, na Rua do Comandante Carvalho Crato, uma nova candidatura à liderança dos destinos da vila.

Novamente candidato pela Coligação Juntos por Guimarães, tendo como slogan “Juntos pelas Pessoas”, Constantino Veiga referiu que nos últimos quatro anos muitas foram os que lhe bateram à porta, pelo que a decisão de se voltar a candidatar “foi dos taipenses”.

“Não estava nos planos voltar, mas não está no meu ADN virar as costas a quem a mim recorre. Taipas merece mais do que o poucochinho que o que a gestão socialista deste município dá. Por isso entrei para a junta em 2005, e com os taipenses fizemos tanto barulho que se ouviu em Guimarães. Loucos, guerrilheiros, malucos, separatistas, chamaram-nos de tudo. A reposta foi reforçar a presença socialista na vila, porque era preciso derrotar o Tino. Durante três mandatos tive a vida dificultada no Convento de Santa Clara, primeiro com um presidente que não me queria atender e depois por outro que prometia tudo e não dava nada”, referiu o candidato.

Vincando que as “Taipas cresceu, o povo teve voz, uma voz reivindicativa e livre de interesses partidários”, Constantino Veiga, Tino, como muitas vezes o candidato se intitulou, referiu que depois de o seu executivo ter posto a vila a mexer, a mesma “não pode parar”.

Entre aquela que pretende ser uma nova energia, juntamente com Bruno Fernandes, candidato à câmara, Constantino Veiga deixou algumas farpas ao atual executivo. “Precisamos de alguém que não coloque os seus interesses à frente dos interesses da nossa terra. Não precisamos de um capataz, mas de alguém sempre presente”, vincou.

Desde logo Constantino Veiga alertou para a necessidade das obras no centro serem acompanhadas. “As obras têm de ser bem feitas, o resultado destas obras marcará as próximas décadas, não podemos falhar como já estamos a falhar”, disse.

“A revolução começou em 2005 e não pode parar. Não podemos ser pequenos para que alguém engrandeça em Guimarães”, expressou o candidato à presidência da Junta de Caldelas. “Candidato-me por todos, por uma vila melhor”, terminou.

 

Bruno Fernandes: “Candidatura natural”

Presente na apresentação da candidatura e, ao mesmo tempo, na inauguração da sede de campanha, Bruno Fernandes, candidato à presidência do município, destacou o “espírito de missão” de Constantino Veiga.

O líder da corrida da Coligação Juntos por Guimarães defendeu ainda que a candidatura de Constantino Veiga é “natural” dado o seu passado.

“Durante estes quatro anos não deixou de ser o presidente dos taipenses, porque os taipenses recorriam a ele. Pensava todos os dias no que seria melhor para a sua vila, por isso é que a sua candidatura é uma candidatura natural”, frisou.