05 dezembro 2021 \ Caldas das Taipas
tempo
18 ºC
pesquisa

Regressos amargos para CC Taipas e Ponte. Sandinenses vence Porto d’Ave

Tiago Dias
Desporto \ sábado, maio 08, 2021
© Direitos reservados
No regresso da Pró-Nacional, o clube taipense ainda esteve a vencer na casa do líder Joane, mas perdeu por 2-1. O Ponte perdeu 1-0 com o Ribeirão. Já o Sandinenses venceu por 2-0.

Foi amargo o regresso do Clube Caçadores das Taipas ao principal campeonato da Associação de Futebol de Braga. Quinta classificada, com 10 pontos, a equipa verde e branca entrou da melhor forma na visita ao líder Joane, com um golo ao segundo minuto, apontado por Joel, mas os anfitriões deram a volta ao resultado na primeira parte, com golos aos minutos 17 e 38.

Em declarações ao Reflexo, o treinador do CC Taipas, Rui Castro, admitiu que o jogo foi “muito difícil”, quer pelas dificuldades físicas dos jogadores, quer pelo que considerou ter sido a “dualidade de critérios” da equipa de arbitragem.

“Foi um jogo muito difícil, condicionado pelo físico e também pelas faltas, com uma dualidade de critérios fraquinha. Chegámos logo ao golo, mas sabíamos que ia ser difícil. O Joane fez uma primeira boa parte”, assumiu, prometendo que a equipa vai “lutar por uma classificação melhor” nos quatro jogos que restam.

O Ponte, sétimo classificado à partida para a sétima jornada, com sete pontos, não teve melhor sorte. Perdeu por 1-0, na casa do vice-líder Ribeirão, equipa que passou a somar 19 pontos, tantos quantos os do Joane. Ricardo Pereira marcou o único tento do desafio, na segunda parte.

Já o Sandinenses venceu na receção ao Porto d’Ave por 2-0, resultado que já se verificava ao intervalo. Com este desfecho, a equipa treinada por Pedro Adão ascendeu à sétima posição, com nove pontos, ultrapassando o Arões, que empatou com o Vieira e é oitavo, com oito, e o Ponte, agora nono.