29 fevereiro 2024 \ Caldas das Taipas
tempo
18 ºC
pesquisa

Quem não gosta de espantalhos? Estes feitos por crianças têm uma mensagem

Redação
Educacao \ sexta-feira, maio 14, 2021
© Direitos reservados
Quem passar por escolas do Agrupamento de Briteiros nestes dias deve ver nos recreios uma mão cheia de espantalhos e casas de pássaros. Não estranhe. Está aí à porta Dia Internacional da Reciclagem.

Quem passar por escolas do Agrupamento de Briteiros nestes dias deve ver nos recreios uma mão cheia de espantalhos e casas de pássaros. Não estranhe. É que por ali prepara-se a celebração do Dia Internacional da Reciclagem e quem “arregaçou as mangas para os fazer divertiu-se a valer a construi-los”.

A Comunidade Educativa de Igreja foi um dos centros escolares a aceitar “o desafio da Resinorte para executar espantalhos”. “Utilizaram garrafas e garrafões de plástico, palha, dvd’s, latas, caixas de detergente, fios de cabos, lã, algodão, rolhas e até um estendal de roupa e um guarda-chuva”, relata aquela escola numa nota publicada na rede social Facebook.

NA EB1/JI Couto, em São Cláudio de Barco, “a confeção dos espantalhos foi antecedida de uma contextualização tendo como base uma história, neste caso "‘O espantalho enamorado"’. O ambiente, as sementeiras, as relações interpessoais e com os animais foram alguns dos temas abordados. “Já de si sedutores, os espantalhos são motivo de fácil atração e, assim, de motivação para o envolvimento das crianças”, pontua aquele centro escolar.

Mas ainda há mais espantalhos espalhados pelas escolas. NA EB1 de Fafião, a estrela é o Fafinhas. Esguiço e de tons azuis, dá cor ao recreio do centro escolar. Ganhou forma a partir da reutilização de “diversos materiais de reciclagem fornecidos pelas famílias”.

Em Donim, o destaque vai para a comunhão entre os petizes e a biodiversidade. “As famílias abraçaram o projeto de construir casinhas para passarinhos, que foram colocadas nas árvores e janelas da escola. O empenho das famílias na construção das casinhas foi surpreendente, excedendo as expectativas do desafio proposto à comunidade", lê-se numa nota