15 abril 2021 \ Caldas das Taipas
tempo
18 ºC
pesquisa

Município e profissionais de psicologia juntos numa iniciativa que promove a saúde mental infantil

Redação
Sociedade \ sábado, fevereiro 06, 2021
© Direitos reservados
Projeto de psicologia pretende monitorizar e dar resposta a eventuais casos que, devido à pandemia, precisem de apoio especializado.

Perante um cenário de expectável aumento de episódios de ansiedade e outros problemas a nível de saúde mental, o Município de Guimarães, em conjunto com a Associação de Psicologia da Universidade do Minho (APsi-UMinho), o Centro de Investigação em Psicologia da Universidade do Minho (CIPsi) e o ProChild CoLAB têm em mãos um projeto que pretende avaliar e monitorizar, em contexto comunitário, o impacto do contexto pandémico nas crianças entre os 3 e os 10 anos a frequentar o ensino pré-escolar e o primeiro ciclo da rede pública do concelho de Guimarães.

A vereadora da educação, Adelina Pinto, sublinha a importância da iniciativa que “procura dar resposta ao expectável aumento de problemas de saúde mental nas crianças durante este período de pandemia, que veio implicar uma profunda alteração dos modos de vida e maior afastamento entre as próprias crianças”.

Após o rastreio e a possível identificação de casos de crianças e famílias que necessitem de apoio psicológico, será disponibilizada intervenção psicológica especializada, individualizada e gratuita.

Para participar neste projeto é necessário que o/a encarregado/a de educação de crianças entre os 3 e os 10 anos a frequentar o ensino pré-escolar e primeiro ciclo da rede pública do Concelho de Guimarães comece por preencher os questionários disponíveis na plataforma +Cidadania e seguir os passos indicados.