17 setembro 2021 \ Caldas das Taipas
tempo
18 ºC
pesquisa

Mercadona abre inscrições para emprego na segunda loja em Guimarães

Redação
Economia \ segunda-feira, agosto 16, 2021
© Direitos reservados
Depois de inaugurada a primeira unidade a 09 de junho, em Silvares, a cadeia projeta abertura do supermercado em construção na rua Colégio Militar para 2022.

As candidaturas às vagas de emprego para a próxima unidade da Mercadona na cidade-berço já estão abertas. No início de agosto, a cadeia de supermercados fundada em 1977, na Comunidade Valenciana (Espanha), anunciou o início do recrutamento para 2022 para lojas em Guimarães, Braga e Póvoa de Varzim.

O grupo retalhista inaugurou a primeira unidade em Guimarães a 09 de junho, em Silvares, e perspetiva a abertura da segunda loja no concelho, na rua Colégio Militar – zona da futura urbanização Cães de Pedra -, para o próximo ano.

Ao divulgar a abertura das inscrições para trabalhos a tempo inteiro ou a meio-tempo, a Mercadona promete “emprego estável e de qualidade”, “formação e promoção interna”, bem como “igualdade e equidade”.

Para o regime a tempo inteiro (40 horas semanais), a cadeia que, em Portugal, opera a partir de Vila Nova da Gaia, oferece uma remuneração anual de 10.886,12 euros com progressão até 16.525,90 euros, além de subsídios de alimentação, de domingos e feriados, de férias e de Natal.

Para o regime de 20 horas semanais, a remuneração é exatamente metade dos valores acima (5.443,06 euros até 8.262,95 euros), enquanto para o regime de 15 horas, válido para os fins de semana (sexta-feira, sábado e domingo), o salário anual desce para 4.082,30 euros com progressão até 6.197,21 euros. As hipóteses a meio-tempo oferecem tantos subsídios quanto o trabalho a tempo inteiro.

A função de operador de loja inclui as tarefas de armazenamento, embalagem, reposição e exposição dos produtos, de realização do inventário de loja, de conservação e manutenção de todo o espaço e de proporcionar a melhor experiência ao cliente em loja.

Para serem aceites, a Mercadona exige aos candidatos que tenham escolaridade mínima obrigatória, disponibilidade para formação em Espanha (remunerada), capacidade de comunicação, gosto pelo atendimento ao público, gosto pelo trabalho em equipa, motivação para aprender e dominar vários postos. É ainda valorizado que os inscritos tenham carta de condução.