01 outubro 2022 \ Caldas das Taipas
tempo
18 ºC
pesquisa

"Interesses de Guimarães acima de tudo", seja qual for o novo governo

Bruno José Ferreira
Política \ sexta-feira, janeiro 28, 2022
© Direitos reservados
Presidente da Câmara Municipal de Guimarães e líder da oposição em concordância. Seja qual for o resultado das legislativas, serão defendidos os interesses do concelho.

As eleições legislativas do próximo domingo colocam em cima da mesa vários cenários de governação do país. Independentemente de quem vier a sair vencedor das eleições, “os interesses de Guimarães estão acima de tudo”. Esta ideia reuniu consenso entre oposição e maioria socialista.

Antes da ordem do dia Bruno Fernandes, líder da oposição, frisou que “o governo do país é o principal aliado e financiador dos municípios”, uma realidade que não deve ser ignorada, segundo o vereador eleito pelo Partido Social Democrata, prometendo salvaguardar os interesses de Guimarães.

“Há uma possibilidade grande de ganhar o PS ou o PSD e quero aqui dizer, de uma forma muito clara, que se o PSD vencer as eleições o nosso tratamento será de igualdade, independentemente de os representantes das autarquias terem sido eleitos pelo partido A ou B. O respeito institucional para com a câmara será ponto de honra e fica aqui claro que com um governo PSD vamos defender as causas de Guimarães, que não são da maioria PS nem da oposição, mas sim de Guimarães”, disse Bruno Fernandes, recordando que o governo atual não deu resposta a projetos como o Campus de Justiça e a Unidade de Hemodinâmica do Hospital Senhora da Oliveira.

“Seja um governo PS ou PSD teremos uma posição de exigir que o governo central trate Guimarães com o respeito que merece”, atirou o líder da oposição no executivo vimaranense.

Domingos Bragança, presidente da Câmara Municipal de Guimarães, concordou com o vereador frisando que “o que nos une é o interesse de Guimarães”, algo que no seu entender “está acima de tudo e nunca poderá dividir”. O autarca lembrou que a luta pelo eixo ferroviário de ligação à alta velocidade tem de merecer a atenção e a força de todos.  

De resto, quer Bruno Fernandes quer Domingos Bragança fizeram o apelo para que as pessoas possam votar, formulando o desejo de que o ato eleitoral possa ser muito participado.