29 fevereiro 2024 \ Caldas das Taipas
tempo
18 ºC
pesquisa

Guimarães não vence corrida a Capital Verde Europeia em 2025

Redação
Sociedade \ quinta-feira, outubro 05, 2023
© Direitos reservados
O anúncio foi feito na tarde desta quinta-feira – 5 de outubro – em Talín, capital da Estónia e atual Capital Verde Europeia. Vilnius, na Lituânia, foi a cidade distinguida.

Guimarães não será Capital Verde Europeia em 2025. O anúncio foi feito esta quinta-feira – 5 de outubro – em Talín, capital da Estónia e atual Capital Verde Europeia, destacando a cidade Lituânia de Vilnius.

Entre dez candidaturas, Guimarães integrou o trio de finalistas, juntamente com Graz, e com a cidade vencedora, Vilnius. Depois de na parte da manhã a comitiva vimaranense ter feito a derradeira apresentação da candidatura, o resultado final foi revelado numa cerimónia “European Green Capital 2025 & European Green Leaf 2025 Awards” que teve lugar em Kultuurikatel, um edifício histórico – antiga fábrica de reconversão de energia – que foi reconvertido.

Recorde-se que esta foi a segunda candidatura de Guimarães, depois de em 2018 ter ficado ficou no quinto lugar, num trabalho que se tem vindo a desenvolver desde 2014.

A comitiva vimaranense foi liderada pelo presidente da Câmara Municipal de Guimarães, Domingos Bragança, contando também com Adelina Pinto, vereadora responsável pela candidatura e presidente do Laboratório da Paisagem, Isabel Loureiro, coordenadora da Estrutura de Missão Guimarães 2030, entre outras pessoas relevantes neste processo.

A Capital Verde Europeia é uma iniciativa da Comissão Europeia, que avalia sete indicadores de sustentabilidade: i) qualidade do ar, ii) ruído, iii) água, iv) natureza, biodiversidade e uso sustentável do solo, v) resíduos e economia circular, alterações climáticas: vi) mitigação e vii) adaptação.