08 fevereiro 2023 \ Caldas das Taipas
tempo
18 ºC
pesquisa

Eleições Bombeiros. Luís Soares "quer promover um diálogo franco e aberto"

Pedro C. Esteves
Sociedade \ terça-feira, outubro 25, 2022
© Direitos reservados
A candidatura de Luís Soares foi apresentada na noite de ontem, segunda-feira, e quer deixar "legado de unidade, paz, caminho conjunto e tolerância”.

A primeira parte do trabalho que Luís Soares quer fazer caso seja eleito presidente dos Bombeiros Voluntários de Caldas das Taipas é o de “cuidar e ouvir as preocupações” de quem compõe a corporação taipense. Quer “promover um diálogo franco e aberto e procurar as melhores soluções para criar caminho”, explicou. Ouviu-o o auditório cheio da Escola Básica, com apoiantes e interessados. Até porque, como admitiu, “muitos sentiram-se surpreendidos pela notícia” de que seria candidato à liderança da instituição.

O presidente da Junta de Caldelas, deputado na Assembleia da República, mas também “associado” e “cidadão”, como referiu, apontou que “não podia ficar indiferente ao apelo de muitas pessoas que demonstraram a sua inquietude” com a situação da instituição com 135 anos. A meio de setembro, a direção da Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Caldas das Taipas, liderada por Manuel Castro desde março de 2021, demitiu-se. E Luís Soares lembrou as “conversas” com o último presidente, pautada pelas “preocupações num período marcado pela pandemia e pela guerra”.

Para além de Manuel Castro, Luís Soares conta com o apoio dos antigos presidentes Manuel Sousa Marques, Carlos Remísio e José das Neves Machado. “Todas as quatro pessoas que declararam o apoio a esta candidatura tiveram decisões fáceis e difíceis. Mas o que é importante é que, volvido o tempo das suas lideranças, ninguém consegue olhar e dizer que não foi um percurso de intervenção útil. Se houver uma vontade de colocar os interesses da associação em primeiro lugar, conversarmos, esta instituição terá um futuro risonho”, frisou, acrescentando que quer deixar um “legado de unidade, paz, caminho conjunto e tolerância”.

"Se os associados entenderam que sou a pessoa capaz de levar avante o projeto, gostaria de ter daqui a três anos a experiência destes presidentes e deixar a instituição melhor do que a encontrei", vincou.

A cerca de 30 dias das eleições, Luís Soares lançou o repto: “Temos dois momentos: um para discutir, refletir, conversar; e outro depois, de caminhar. E é esse o caminho que gostava de fazer convosco, e dar oportunidade a este associado de percorrer este caminho”. O candidato referiu ainda que vai promover três encontros com associados em que se vai focar nos “objetivos principais” da candidatura que tem como mote "Cuidar dos Bombeiros, Proteger as Pessoas".

Ainda não é conhecida mais nenhuma candidatura à liderança dos Bombeiros Voluntários de Caldas das Taipas.

Leia a notícia completa na edição em papel do jornal Reflexo, que sai para as bancas no início da próxima semana.