01 outubro 2022 \ Caldas das Taipas
tempo
18 ºC
pesquisa

Comando dos Bombeiros das Taipas gerido de forma interina há um ano

Redação
Sociedade \ quinta-feira, julho 14, 2022
© Direitos reservados
O Segundo Comandante, Ernesto Soares, acabou a sua comissão de serviço no final de abril. Nos últimos dois meses o comando dos Bombeiros das Taipas foi assegurado pelo Adjunto Paulo Gomes.

O comando da Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários das Taipas tem sido assegurado de forma interina, com menos operacionais do que é normal, há mais de um ano. Composto por três elementos – comandante, segundo-comandante e adjunto – a realidade é que o comando da corporação taipense tem, nos últimos tempos, sido gerido numa solução de recurso. 

Este cenário começou a traçar-se no início de maio de 2001, quando Rafael Silva passou ao Quadro de Honra dos Bombeiros das Taipas, deixando assim o comando. Esta situação levou a que o cargo ficasse entregue, de forma interina, ao segundo-comandante em exercício, Ernesto Soares, que pela terceira vez no seu percurso nos Bombeiros das Taipas ficou a liderar o corpo ativo
da corporação.

Acontece que Ernesto Soares terminava a comissão de serviço no final de fevereiro deste ano, ainda ficou mais dois meses em serviço. Desde então, nos últimos dois meses, o comando dos Bombeiros das Taipas ficou entregue ao Adjunto Paulo Gomes. No meio deste processo, no final do ano 2021, foi anunciado ao corpo ativo que Hugo Torrinha seria o novo comandante da corporação. Mas, antes de assumir funções, Hugo Torrinha teria de participar em várias cursos de formação na Escola Nacional de Bombeiros. A formação não tem tido a evolução esperada, levando a que o comando dos Bombeiros das Taipas esteja condicionado.

Em plena época de fogos florestais, na tentativa de perceber o ponto de situação relativamente a este assunto, o Reflexo estabeleceu vários contactos com o presidente da Direção, não tendo conseguido, contudo, qualquer informação oficial sobre o assunto. Hugo Torrinha pertence ao Gabinete Técnico Florestal da Câmara Municipal de Guimarães, tendo sido um dos responsáveis pela criação da equipa de Sapadores Florestais do município, em 2018. Especializado em combate a incêndios florestais, tendo participado em vários estudos sobre esta temática.

Noutro âmbito, os Bombeiros das Taipas integram o DECIR (Dispositivo Especial de Combate a Incêndios Rurais) desde o dia 15 de maio. A partir de 1 de julho duas equipas dos Bombeiros das Taipas fazem parte da Fase IV deste dispositivo.