09 dezembro 2022 \ Caldas das Taipas
tempo
18 ºC
pesquisa

CC Taipas quis mais, mas Santa Eulália surripiou vitória ao cair do pano

Tiago Dias
Desporto \ domingo, março 27, 2022
© Direitos reservados
Em vantagem desde o arranque da segunda parte, javalis concederam o golo do empate nos instantes finais, em lance com polémica à mistura. Jejum de triunfos aumentou para cinco jogos.

A série de jogos sem triunfos do Clube Caçadores das Taipas parecia encaminhada para um fim, à medida que se aproximava o apito final do embate com o Santa Eulália, para a 24.ª jornada da Série B da Pró-Nacional da Associação de Futebol de Braga: a equipa de Tiago Mota tinha mais posse de bola frente a um opositor apático, à primeira vista incapaz de um último esforço em busca do empate. Mas esse golo apareceu mesmo, já nos descontos: descaído para a esquerda, já no interior da área, Pedro Leite desferiu um remate seco e rasteiro para o fundo das redes, selando o 1-1.

A jogada teve contornos de polémica já que os atletas de verde e branco ficaram a pedir uma falta sobre Rui Pereira a meio-campo, não atendida pela equipa de arbitragem; na sequência dos protestos, o treinador do CC Taipas, Tiago Mota, foi expulso do banco de suplentes. Os presentes no Campo do Montinho presenciaram assim um desfecho quente para uma partida quase sempre morna.

Apesar da maior iniciativa dos javalis, a primeira parte disputou-se quase sempre longe das balizas e só efervesceu nos últimos segundos, quando Caló se esticou para negar o golo a Neiva, na cobrança de um pontapé livre. O guardião do CCD Santa Eulália deitou, contudo, esse esforço a perder quando chamado a intervir no começo da segunda parte: na sequência de um livre bombeado do capitão taipense, Diogo Melo, o guarda-redes deixou a bola passar-lhe entre as mãos. Estava feito o 1-0, assinalava o cronómetro 48 minutos.

A partir daí, o jogo caiu de novo numa toada monótona até ao golo da igualdade ao cair do pano. Agora com cinco jogos consecutivos sem vencer, o CC Taipas caiu para o sexto lugar, com 33 pontos, a duas jornadas do fim: resta-lhe a visita ao Serzedelo e a receção ao Torcatense.

A manutenção no escalão maior da AF Braga está, contudo, praticamente garantida: basta aos comandados de Tiago Mota um empate ou controlarem a vantagem sobre o Desportivo de Ronfe na diferença de golos – no confronto direto, estão igualadas. Os ronfenses ocupam o 11.º lugar da tabela, com 27 pontos e um registo de 31 golos marcados e 42 sofridos. Já os verdes e brancos contam com 33 marcados e 30 sofridos.