14 abril 2021 \ Caldas das Taipas
tempo
18 ºC
pesquisa

CC Taipas: arranque das obras só para o “final deste ano”

Redação
Desporto \ quinta-feira, março 25, 2021
© Direitos reservados
Intervenção prevê conclusão da requalificação dos balneários e iluminação LED no complexo desportivo do Montinho, segundo o contrato-programa assinado com a câmara municipal.

O Clube Caçadores das Taipas vai dispor de 125 mil euros, ao abrigo do contrato-programa assinado neste ano com a Câmara Municipal de Guimarães, para instalar iluminação LED nos dois campos do complexo desportivo do Montinho e para fazer obras nos balneários e em “zonas de apoio”. O arranque das intervenções, porém, só deve começar no final de 2021, avançou ao Reflexo o líder do emblema taipense, Tiago Rodrigues. “Neste momento, estamos em fase de finalizar o projeto. Temos também outras situações burocráticas para ultrapassar primeiro, antes de avançarmos com a obra. Por isso, não deve avançar antes do final deste ano”, disse.

Com a verba que será disponibilizada até 2023 – 45 mil euros em 2021 e 40 mil em cada um dos seguintes -, o Taipas prevê “concluir a obra dos balneários”, iniciada em 2018 e realizada a 50%. “O clube tem seis balneários já renovados”, esclareceu. “Irá renovar depois mais um para a equipa sénior, um para os treinadores de formação, um balneário para a equipa técnica da equipa sénior, dois para a equipa de arbitragem e duas enfermarias”.

Antes de mexer nos balneários, o clube que ostenta o javali pretende trocar a iluminação atual nos dois campos por lâmpadas LED. A intervenção já tinha a “garantia de ser executada” por parte da câmara, mesmo antes do contrato-programa de 2021, mas “foi adiada para este ano por causa da pandemia”, esclareceu Tiago Rodrigues. Com esta reformulação, o CC Taipas espera “poupar 40%” na fatura energética, baseando-se nas “conversas com alguns clubes que já têm esse mesmo sistema”, acrescentou.

Presidido por Tiago Rodrigues desde 2018, o Clube Caçadores das Taipas contava com cerca de 150 atletas no início de 2020, antes do novo coronavírus interromper o futebol de formação e algumas das competições seniores.