28 novembro 2022 \ Caldas das Taipas
tempo
18 ºC
pesquisa

Campos de ténis das Taipas inaugurados na tarde de 05 de outubro

Redação
Desporto \ terça-feira, setembro 27, 2022
© Direitos reservados
Já concluída, a requalificação dos dois courts é inaugurada às 15h00. Em princípio, as obras em curso nos balneários também já estarão prontas, dá conta o presidente do Clube de Ténis das Taipas.

As obras nos dois courts de ténis no parque de Caldas das Taipas já estão concluídas e a inauguração agendada. Iniciada a 01 de agosto, a requalificação daqueles campos de piso duro, coloridos a verde e a vermelho, é inaugurada a 05 de outubro, às 15h00.

O presidente do Clube de Ténis das Taipas, José Remísio, espera ainda que os balneários, também em obras, estejam prontos a tempo da cerimónia que contará com o vereador municipal para o Desporto, Nelson Felgueiras, o presidente da Junta de Freguesia de Caldelas, Luís Soares, e representantes da Taipas Termal. “Em princípio os balneários, estarão prontos no dia 05”, projetou.

Realizada ao abrigo de um Pedido de Informação Prévia (PIP) que mereceu parecer positivo da Agência Portuguesa do Ambiente (APA), depois de negado o projeto inicial para ampliação e construção, a requalificação é financiada pela Câmara Municipal em 145 mil euros, repartidos por três tranches, entre 2022 e 2024.

 

Resina no polidesportivo pode avivar ténis de competição

Com as obras em curso, o CT Taipas pode servir melhor a comunidade – “sócios, não sócios, campistas, banhistas da piscina”, realça José Remísio – e assegurar a sua principal responsabilidade: a de “fomentar a prática do ténis” com “aulas a miúdos e a adultos”. “Quem vai pegar no clube daqui a uns anos são os miúdos que agora têm aulas”, alerta.

No ténis, as aulas compreendem “três fases de aprendizagem”: iniciação, aperfeiçoamento e competição. Nessa última fase, os tenistas precisam de treinar diariamente “todo o ano”, seja nos courts, entre abril e outubro, seja no polidesportivo, nas estações mais chuvosas. O piso desse recinto é, contudo, desadequado para a modalidade. “É de cimento polido. A bola, ao bater, ganha uma velocidade louca. Nem na relva ganha tanta velocidade”, esclarece o presidente

Para contornar essa limitação, que deixa o CT Taipas à mercê da sazonalidade, o dirigente propõe a aplicação de uma resina sobre o cimento, com marcações para várias modalidades, sendo as mais visíveis as do ténis. Como é “mais abrasiva”, a resina abranda o batimento da bola, que passa “a ser quase idêntico” ao dos courts. “Isso já permite a prática desportiva regular pelo ano inteiro”, sentencia.