28 maio 2022 \ Caldas das Taipas
tempo
18 ºC
pesquisa

Bragança agradece espírito solidário no combate à pandemia

Redação
Sociedade \ terça-feira, março 16, 2021
© Direitos reservados
Rede de Apoio Social de Emergência (RASE) foi criado precisamente há um ano no âmbito da pandemia e chegou a contar com meio milhar de voluntários. Iniciativa chegou a todas as freguesias do concelho.

No dia em que a RASE completa um ano de funcionamento a dar reposta às necessidades provocadas pela pandemia, Domingos Bragança, presidente da Câmara Municipal de Guimarães, agradece o espírito solidário dos vimaranenses

“Passámos por um período muito difícil e de angústia, com muitas incertezas. Nunca deixamos de estar ao lado das pessoas e continuamos no terreno com várias medidas de apoio porque esta pandemia ainda não passou. Mas, o que importa assinalar é o agradecimento a todas as instituições públicas e privadas, das entidades de proteção civil e segurança pública, dos autarcas das nossas freguesias e, sobretudo, do cidadão anónimo que se prontificou a ajudar. Guimarães voltou a dar um grande exemplo de humanismo e solidariedade. Neste sentido tenho de dizer um grande obrigado a todos que não olharam a meios e fins para ajudar aqueles que mais necessitam”, aponta o líder máximo do município.

Recorde-se que as necessidades sentidas pela comunidade levaram a que se constituísse uma bolsa de voluntariado com centenas de pessoas, tendo capacidade de resposta em todas as freguesias do concelho.

“Desde a primeira hora que a grande preocupação da Câmara Municipal foi apoiar as pessoas mais vulneráveis, principalmente os nossos idosos em situação de isolamento, famílias carenciadas e os sem abrigo. Além das previsíveis consequências ao nível da saúde e da economia, tivemos em atenção que esta pandemia ia agravar os problemas sociais já existentes e aumentar ainda novos casos de vulnerabilidade. Não perdemos tempo e fomos para o terreno com uma equipa de técnicos municipais, em estreita colaboração com as Juntas de Freguesia, instituições particulares, Cruz Vermelha, PSP, Bombeiros e GNR, apoiando as pessoas com fornecimento de alimentos, medicação e outros bens essenciais”, dá conta Domingos Bragança.

 

Medidas de âmbito social destacadas pela Câmaras Municipal de Guimarães em nota enviada à imprensa:

- Fornecimento de alimentos, medicação e outros bens essenciais a famílias carenciadas,

- Apoio Psicológico e criação de Linhas de Emergência Social

- Acompanhamento e monitorização de pessoas idosas em isolamento

- Criação de Bolsa de Voluntariado

- Centro de Acolhimento para pessoas sem abrigo

- Estrutura Municipal de Retaguarda

- Ação de comunicação e sensibilização da comunidade

- Reforço de orçamento para Proteção Civil (1 milhão de euros)

- Apoio na realização de testes de rastreio à Covid-19 a IPSS com valência de lar

- Apoio na realização de testes rápidos de antigénio para comunidade escolar e sociedade vimaranense

- Entrega de refeições a famílias carenciadas

- Atribuição de subsídio às IPSS para aquisição de Equipamentos de Proteção Individual

- Apoio ao processo de identificação, recrutamento e entrevistas de candidatos para a inscrição no programa MAREES (IEFP)

- Pagamento mensal dos primeiros 5m3 de água às famílias que se encontrem em situação de carência económica.

- Espaço Municipal para a Igualdade

- Gabinete de Apoio à População Migrante

- Banco Social (Fraterna): 185 Famílias (486 beneficiários). Apoio de roupas e mobiliário às famílias apoiadas no Banco Social bem como em situações de emergência social;

- Implementação de Equipas Multidisciplinares;

- Protocolo com Centro de Medicina da UMinho para prestação de cuidados de saúde, através de recursos digitais;

- Serviço de teleconsultas SNS Balcão24, em articulação com a ARS Norte;

- Apoiar dos serviços de saúde pública no plano de vacinação comunitária

- Transporte para Centro de Vacinação em articulação com Juntas de Freguesia