28 novembro 2022 \ Caldas das Taipas
tempo
18 ºC
pesquisa

BE pede esclarecimentos sobre o “abate injustificado” de árvores nas Taipas

Redação
Sociedade \ quarta-feira, março 24, 2021
© Direitos reservados
A comissão concelhia do Bloco de Esquerda de Guimarães emitiu esta quarta-feira um comunicado no qual se mostra contra o abate considerado “injustificado” de árvores no centro das Taipas.

Esta força partidária, nomeadamente a sua coordenadora concelhia, “solicitou à Câmara Municipal de Guimarães a divulgação dos relatórios fitossanitários que justifiquem o abate de dezenas de árvores aparentemente saudáveis no centro da freguesia”.

Recorde-se que esta quarta-feira o Reflexo deu conta do abate de pelo menos dez árvores, no Largo Frei Cristóvão dos Reis, contrariando um estudo fitossanitário elaborado pela UTAD (Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro).

“O Bloco de Esquerda nunca se opôs à requalificação do centro da freguesia, mas sempre atento ao compromisso da Câmara e dos responsáveis pelo projeto em preservar a memória da vila e em conservar o património natural existente. No entanto, percebe-se agora que a preocupação com estes valores ficou na campanha eleitoral, onde o lema do Presidente da Câmara Domingos Bragança era "cidade verde" e o do Presidente da Junta Luís Soares era "vila jardim"”, pode ler-se no comunicado.

O Bloco pede que o PS revogue estas decisões e promete “propor a criação de um Regulamento do Arvoredo Urbano” na próxima sessão da Assembleia Municipal de Guimarães.