08 fevereiro 2023 \ Caldas das Taipas
tempo
18 ºC
pesquisa

AVE promete lutar contra a Via do Ave Park com assembleia e esclarecimentos

Redação
Sociedade \ sábado, janeiro 21, 2023
© Direitos reservados
Associação Vimaranense para a Ecologia vai promover sessões de esclarecimento, e pediu assembleia municipal extraordinária.

A AVE – Associação Vimaranense para a Ecologia promete lutar contra a “tragédia” da construção da Via do Avepark, anunciando através de uma carta aberta dirigida aos vimaranenses os passos que pretende dar no futuro próximo e os que foram já dados com o intuito de continuar a alertar para os “graves impactes ambientais” deste projeto da autarquia.

Os elementos desta associação realizaram recentemente uma caminhada de reconhecimento ao longo do traçado da via, confirmando-se assim, no seu entender, os receios que têm vindo a ser expostos, nomeadamente na última assembleia municipal, sobre o que consideram ser "uma tragédia contra a sustentabilidade ambiental de Guimarães".

Juntamente com a carta aberta aos vimaranenses, que a AVE enviou às redações, é explicado que a associação fez já uma exposição à Inspeção-Geral da Agricultura, Mar, Ambiente e Ordenamento do Território, com o intuito de expor o projeto da Câmara Municipal de Guimarães, que pretende criar um novo troço de ligação ao Parque de Ciência e Tecnologia, situado em Barco, no norte do concelho.

A AVE solicitou também “audiências a todos os grupos parlamentares municipais, à Mesa da Assembleia e ao Presidente da Câmara Municipal”, sendo que entre a demonstração das suas preocupações, a associação propôs “a convocatória de uma assembleia municipal extraordinária para debater a Via do Avepark”.

Tendo como intuito “informar a população”, a AVE anuncia ainda que vai realizar sessões de esclarecimento nas freguesias que são implicadas neste projeto.

VEJA A CARTA ABERTA NA ÍNTEGRA

A AVE – Associação Vimaranense para a Ecologia tem acompanhado desde 2015 o processo da Via de acesso ao Avepark, e desde então tem alertado para os graves impactes ambientais e sociais desse projeto, na expetativa da sua reavaliação.

No entanto, e agora que a AVE teve acesso ao projeto de execução, verificamos que os nossos alertas foram ignorados e os nossos receios confirmados, como pudemos constatar com uma caminhada de reconhecimento feita ao longo do traçado da Via.

No seguimento dessa constatação, que evidenciou a gravidade dos impactes e a urgência de agir, a AVE fez uma intervenção na Assembleia Municipal e solicitou audiências a todos os grupos parlamentares municipais, à Mesa da Assembleia e ao Presidente da Câmara Municipal. Nessas reuniões demos conta das nossas preocupações e propusemos a convocatória de uma Assembleia Municipal Extraordinária para debater a Via do Avepark.

Entretanto, e para informar a população, iremos realizar sessões de esclarecimento nas freguesias afetadas pelo projeto, e disponibilizamos documentos e fotos em https://ave-ecologia.org/via-do-avepark/.

A AVE defende que o acesso ao Avepark e a mobilidade no norte do conselho devem ser abordados de forma integrada e em concordância com as estratégias nacionais e europeias que incitam à rentabilização das infraestruturas e ao transporte coletivo.

Assim, por tudo o que foi exposto, pelo dever de defender o ambiente e pela responsabilidade que temos para com as próximas gerações, a AVE vem manifestar a sua determinação em travar este trágico projeto para a sustentabilidade ambiental, e apelar ao vosso envolvimento ativo nessa missão.

Cordiais saudações,
A Direcção da AVE – Associação Vimaranense para a Ecologia