13 agosto 2022 \ Caldas das Taipas
tempo
18 ºC
pesquisa

A norte do concelho o verão faz-se com (muito) rock – mas não só

Pedro C. Esteves
Cultura \ quinta-feira, julho 21, 2022
© Direitos reservados
O Vivências, em Brito, e o Rock in Barco já aconteceram. Mas na reta final do mês há ainda o Rock in Rio Febras, marcado para este sábado.

[A notícia integra a edição em papel do Reflexo de julho]

Os palcos vão multiplicam-se a norte do concelho. Em julho, os parques de três freguesias vão-se transformando para acolher dias de música na forma de pequenos festivais. Para além da agenda estabelecida dos Banhos Velhos – que se apresenta para o 11.º ano de programação cultural –, também em Barco, Brito e Briteiros São Salvador e Santa Leocádia há palco.

E se em dois dos três casos já há uma espécie de familiaridade com o que vai acontecer – em Brito, o Vivências já não é novidade e Barco foi, em épocas, sinónimo de musica com o Rock Fest – há agora um festival à procura de se estabelecer. O Parque Fluvial de Briteiros São Salvador promete juntar, no dia 23 de julho, rock e animação: o Rock in Rio Febras, iniciativa com chancela da Casa do Povo de Briteiros, quer “projetar artistas locais e proporcionar momentos de convívio”.

Vão passar pelos dois palcos nomes conhecidos da cena musical vimaranense. O cartaz conta com nomes como Theo, Divine Roguery, Growing Circles, Overlook, Les Dirty Two, Pedro Conde, Crocky Girls e Los Bomboneros. Este Rock in Rio vimaranense tem início marcado para as 16h00 e, de acordo com o cartaz, acontece “até a GNR chegar”.

A entrada é livre, sendo que este evento tem organização da Casa do Povo de Briteiros, em parceria com a Câmara Municipal de Guimarães – no âmbito do projeto Excentricidades –, com a Junta de Freguesia da União de Freguesias de Briteiros São Salvador e Briteiros Santa Leocádia e com o grupo informal Rock e Rojões.

Um festival em Barco e com rock? Sim, mas com outro nome

Em 2016, repartidos entre julho e agosto, Toulouse, Kilimanjaro, Bed Legs e muitos outros faziam da Praia Fluvial de Barco o epicentro da música ao vivo a norte do concelho. Foi a última vez que aconteceu. O Barco Rock Fest assinalava os dez anos. Em 2017 não voltou às margens do Ave e deixou de haver música. Este ano, haverá pelo menos um dia.

Inserido no âmbito do programa Excentricidade, um projeto do Município de Guimarães em parceria com junta de freguesia e parceiros locais – nomeadamente o Grupo Cultural e Recreativo de Barco – com vista a criar novas centralidades, o Rock in Barco aterra no parque de lazer a 16 de julho.

Mustang, Theo e DJ Pedro Conde atuaram.

Em Brito, vivências com o Panda

Na vila de Brito, relança-se o Vivências. E, para além da tradicional feira de artesanato, o festival também se faz com muita música. Entre dia 08 e 10 de julho, passaram pelo parque de lazer nomes como os vimaranenses Virar Dasquina e o espetáculo infantil do Panda e os Amigos.