Você aí, fumador! Sim, estou a falar consigo…
Terça-feira, Maio 13, 2014

Os filhos de pais fumadores têm também um risco aumentado de desenvolver doenças como asma, pneumonia e otites. Na gravidez o tabaco é também um fator de risco para que o bebé nasça antes do tempo, para abortamentos, para problemas com a placenta e morte do bebé antes do nascimento.

Deixar de fumar reduz o risco de desenvolver e morrer por doenças relacionadas com o tabaco, para além de diminuir e evitar doenças nos filhos dos fumadores e permitir o desenvolvimento harmonioso e saudável dos fetos na barriga das suas mães. Quanto mais cedo se deixar de fumar, maiores serão os benefícios.

Como posso deixar de fumar?

Em primeiro lugar é necessário que esteja decidido a deixar de fumar. A sua motivação e força de vontade são o seu maior aliado. Mas o seu médico também o pode ajudar, procure-o. Depois é necessário definir o dia em que irá parar completamente de fumar, idealmente durante as duas semanas seguintes; poderá escolher uma data especial (um nascimento, um aniversário, umas férias). Vá reduzindo o número de cigarros fumados até ao dia da paragem.

Outros passos que podem ajudar a preparar o dia da paragem são:
• Converse com a sua família, amigos e colegas de trabalho sobre a sua intenção de deixar de fumar e peça o seu apoio.
• Evite fumar em casa, no carro e noutros locais onde passe muito tempo.
• Relembre as tentativas anteriores. O que funcionou? O que não funcionou? O que contribuiu para a recaída?
• Prepare-se para lidar com os sintomas de privação nicotínica (sintomas por não fumar), que se tornam normalmente toleráveis algumas semanas após a paragem completa.
• Prepara-se para lidar com as situações que estimulam o fumar, como ter fumadores em casa ou no local de trabalho, situações de stress ou quando bebe álcool. As férias poderão ser uma boa altura para parar de fumar, especialmente se tem por hábito fumar nas pausas do trabalho.
• Não fume “apenas um”!

Procure o seu médico, pois ele poderá acompanhá-lo em todo este processo, para além de que existe medicação que o poderá ajudar, se necessário. Será o caso de medicação de substituição nicotínica e outros medicamentos que diminuem o desejo de fumar.

Irei engordar ou ficar muito irritado se deixar de fumar?

Os sintomas da privação nicotínica são comuns quando se tenta deixar de fumar e geralmente são máximos nos três primeiros dias, diminuindo durante as três ou quatro semanas seguintes. Nestes sintomas incluem-se a dificuldade em dormir, irritabilidade, frustração ou raiva, ansiedade, dificuldade na concentração e inquietação.

O aumento de peso pode ocorrer quando se pára de fumar porque os alimentos sabem melhor e as pessoas têm a tendência a comer mais. No entanto, a realização de exercício físico regular e uma alimentação cuidada podem minimizar esse aumento.

Quaisquer riscos ou prejuízos resultantes da cessação tabágica são largamente ultrapassados pelos seus benefícios. Os sintomas são muito variáveis de pessoa para pessoa e, mais uma vez, o seu médico poderá aconselhá-lo e ajudá-lo no controlo de alguns destes sintomas.

Não fume, pela sua saúde e pela saúde dos que o rodeiam.
Peça ajuda.

Rui Oliveira – Médico