PUB
Visita científica dos alunos de Medicina de Lisboa às Caldas das Taipas (1911)
Quinta-feira, Novembro 5, 2020

Consultando a imprensa local, temos conhecimento de que a 4 de junho de 1911, visitaram as Caldas das Taipas, numa missão científica, os alunos do 3ºano, da Faculdade de Medicina, de Lisboa. Estes alunos foram acompanhados pelos seguintes docentes: o Dr. Silvino Rebelo e o Dr. Francisco Rebelo. Previamente a esta visita científica às termas das Taipas, este grupo visitara o estabelecimento termal de Caldas de Vizela, bem como a cidade de Guimarães. Nesta cidade, visitaram o Hospital da Santa Casa da Misericórdia, o Castelo, o Paço dos Duques de Bragança, a Igreja de São Miguel, a Câmara Municipal, a estátua de D. Afonso Henriques e a Sociedade Martins Sarmento.

Seguidamente, no domingo, 4 de junho, de manhã cedo, descolocaram-se às Caldas das Taipas. Nesta povoação termal, acompanhados pelo Dr. Alberto Ribeiro de Faria, diretor clínico das termas, visitaram os denominados “Banhos Velhos” e “Banhos Novos”. No final desta visita, o Dr. Alberto Ribeiro de Faria proferiu uma conferência sobre as propriedades terapêuticas destas águas termais e suas aplicações médicas. A Empresa Termal das Taipas, SARL, concessionária dos estabelecimentos termais, ofereceu aos ilustres visitantes um jantar servido no Hotel Braga.

Após a visita às Taipas, a comitiva seguiu para Braga, com o objetivo de conhecerem o estabelecimento termal do Gerês.

Acerca do Dr. Alberto Ribeiro Faria, sabemos que foi médico cirurgião da Escola Médica Cirúrgica do Porto, morador nas Caldas das Taipas. Foi o primeiro diretor clínico dos “Banhos Novos”, inaugurados em 1908. Em 1909, foi nomeado diretor clínico, por José Antunes Machado, concessionário das águas termais das Taipas. Na reunião da direção da Empresa Termal realizada a 29 de março de 1914, é deliberado nomear o Dr. Alfredo da Costa Fernandes, médico e acionista da referida empresa, nas funções de Diretor Clínico e Administrador Delegado da Empresa Termal. Deste modo, a direção da Empresa Termal, invocando os poderes conferidos estatutos da Empresa, dispensou dos serviços médicos o Dr. Alberto Ribeiro Faria. Em 1911, o Dr. Alberto Faria publica uma interessante monografia intitulada “Thermas das Taypas: relatório médico do anno de 1910”, editada no Porto, pelas Oficinas do Comércio do Porto.