PUB
Vila de Ponte inaugurou requalificação do centro cívico
Vila de Ponte inaugurou requalificação do centro cívico
Alfredo Oliveira
Sábado, Abril 15, 2017

“Parte do orgulho de Ponte foi restituído com a inauguração deste centro cívico digno da grandeza da nossa terra”, foi esta ideia forte transmitida por Sérgio Rocha, presidente da Junta de Freguesia, na sua intervenção durante a inauguração do novo centro da vila.

O presidente da Junta de Freguesia de Ponte referiu constantemente o apoio do presidente da Câmara nos projetos que estão a ser desenvolvidos e foi apontando o que ainda pretende implementar: “Temos o parque de estacionamento para fazer ao lado da igreja, a construção da avenida Tojal/ Igreja que ligará este centro à nacional 101, alargar a curva mesmo em frente à igreja do seu lado direito e, para o terreno agrícola que temos aqui ao lado esquerdo da igreja, criar outra zona de estacionamento, com uma via de ligação à rua Monte da Ínsua e um parque de lazer”.

Sérgio Rocha foi elencando outras obras em curso na vila de Ponte e apontou ainda para a criação de uma Casa da Música a ser criada no antigo edifício da Junta de Freguesia.

Não deixou de referir, já na parte final, a sua recandidatura pelo Partido Socialista a um segundo mandato, mais concretamente como afirmou, “um candidato de Domingos Bragança”, por todo o apoio que teve ao longos destes quatro anos.

Domingos Bragança teve, naturalmente, uma receção calorosa nesta inauguração do centro cívico. No seu discurso valorizou a qualidade da intervenção, classificando-a como o “espaço comunitário da vila”, onde todos os habitantes poderão partilhar um sentimento de “pertença à vila de Ponte”.

Referiu-se às dificuldades que existem com a construção do parque de estacionamento ao lado direito da igreja, mas afirmou que esses obstáculos serão ultrapassados e que o parque será construído. “Vamos continuar com a reabilitação da via até à nacional 101 e iremos continuar a apoiar os outros projetos enunciados, pois o que me move, enquanto presidente da Câmara, é o melhor para o concelho e, neste caso, é o melhor para a vila de Ponte”, acrescentou Domingos Bragança.

Sobre o Clube Operário de Campelos, Domingos Bragança referiu que a Câmara também está a trabalhar para a resolução dos problemas das suas infraestruturas desportivas.

Domingos Bragança quer transformar a 101 em Ponte numa rua urbana
A ideia já vinha sendo aflorada noutras intervenções do presidente da Câmara que, na inauguração do novo centro de Ponte, voltou a referir-se a esse projeto.

Domingos Bragança referia-se à necessidade de se apostar na ampliação do parque industrial de Ponte e da necessidade “de desqualificar, no bom sentido, a nacional 101, desde Fermentões a Ponte”. A Câmara pretende tirar da tutela das Estradas de Portugal e transferir para a Câmara Municipal a gestão desse trajeto da nacional 101 e transformar esse troço numa rua urbana: “Com a nova estrada a construir junto ao acesso ao parque industrial de Ponte que chegará ao parque de Ciência e Tecnologia, pretendemos que a 101 passe para a competência municipal e, em vez de ser de atravessamento rápido em Ponte, essa estrada será uma rua urbana, uma avenida da vila, onde já não interessa a velocidade com que se atravessa essa via, mas o aparcamento, a ciclovia, a arborização, a comodidade para a vila de Ponte”.