PUB
Tribunal condena Luís Soares a pagar 800 euros de multa
Tribunal condena Luís Soares a pagar 800 euros de multa
© Direitos Reservados
Sexta-feira, Outubro 19, 2018

Em causa está a candidatura de Luís Soares, pelo Partido Socialista, à Assembleia Municipal de Guimarães nas eleições autárquicas de 2013, agora considerada “inelegível” pelo Tribunal. Luís Soares pondera recorrer desta decisão.

Num esclarecimento distribuído à imprensa, o atual deputado na Assembleia da República e presidente da Junta de Freguesia de Caldelas recorda que a sua candidatura foi, naquela altura “analisada, corrigida e aceite pelo Tribunal” e que, por isso, a sua ação decorreu no “quadro da lei”.

Luís Soares diz ainda não concordar com os fundamentos da decisão e que ponderará apresentar recurso daquilo que considera ser uma “contradição”.

Recorde-se que este processo foi despoletado por uma denúncia anónima que levou o Ministério Publico, após uma fase de inquérito, a acusar Luís Soares por crime de candidatura de cidadão inelegível por, em 2013, data em que se candidatou à Assembleia Municipal de Guimarães ainda constar como diretor-executivo da cooperativa municipal Taipas Turitermas, conforme demos conta em notícia publicada no nosso site em 13 de Setembro de 2017.