PUB
Transportes públicos e o 20º aniversário dos 3Bs
Quinta-feira, Abril 4, 2019

O jornal tem vindo a destacar, ao longo do tempo, as questões relacionadas com os transportes públicos que servem o concelho de Guimarães e as acessibilidades à cidade e à autoestrada.

Ao longo dos anos, tem-se verificado um certo distanciamento entre a vila de Caldas das Taipas e as freguesias do norte do concelho face à cidade. Um dos fatores que tem contribuído para essa situação é, sem dúvida, a debilidade da rede de transportes ou mesmo a sua ausência.

O Plano de Transporte Rodoviário de Passageiros de Guimarães apresentado recentemente promete uma “pequena revolução nos transportes públicos”. A equipa responsável pelo documento orientador avança com uma proposta de uma nova rede que servirá de base ao funcionamento do serviço público de transporte rodoviário de passageiros.

Uma das três novas linhas de transportes previstas nesse plano, a ter início em março de 2021, passará pelo parque industrial de Ponte, com uma ligação ao Avepark e Caldas das Taipas.

Com esta medida e outras a implementar (apesar de pouco visíveis nessa apresentação), podem ser dados passos importantes para quebrar o isolamento desta região norte. Recordamos que, já em 1998, ao Reflexo, Pedro Bacelar Vasconcelos, Governador Civil de Braga na altura, dizia, quando questionado sobre as acessibilidades à vila das Taipas, o seguinte: “Podemos dizer que Taipas está, neste momento, como uma ilha. Para chegar das Taipas a qualquer lado, seja a Guimarães, seja a Braga, seja à Póvoa de Lanhoso ou Famalicão, não existe nenhuma via decente”. Acrescentava que, para quem se desloca de Braga para Guimarães, o último troço, de Taipas à cidade, era uma “situação intolerável”.

Isto em 1998! O que mudou desde essa altura?

Ponto final. Sem dúvida que o 20.º aniversário do grupo de investigação 3Bs, da Universidade do Minho, foi o acontecimento do mês de março. Desde há dez anos a funcionar no Avepark, recorde-se que essas instalações foram inauguradas a 25 de junho de 2009, pelo Presidente da República Cavaco Silva.
Passados 10 anos, este centro de investigação voltou a acolher a visita de um novo Presidente da República. A presença de Marcelo Rebelo de Sousa a 26 de março deu outro relevo aos vinte anos do agora I3Bs.